Contêineres formam casa de três pavimentos com áreas externas para lazer | Christian Rizzi/Gazeta do Povo
Contêineres formam casa de três pavimentos com áreas externas para lazer| Foto: Christian Rizzi/Gazeta do Povo

Soluções

Criatividade que gera economia

Todos os ambientes da CasaFoz Design apresentam soluções econômicas e criativas. Na garagem – espaço para descontração – há pallets, chapas retiradas de ferro-velho e grelhas usadas na decoração. Já o espaço gourmet tem um painel de temperos, feitos com tubos de pvc, onde é possível manter uma mini-horta a poucos metros do fogão.

No home theater, o uso de manta térmica feita a partir de garrafas pet resulta em sustentabilidade com conforto acústico e na temperatura. A manta não provoca alergia nem propaga chamas ou fumaça tóxica. Nesse espaço, há também um sistema de controle remoto via celular.

A suíte do casal, decorada em estilo provençal, tem piso de bambu para um toque ecológico. No closet, antigas lâmpadas de geladeiras foram utilizadas para dar um charme na decoração e na iluminação.

Tinta ecológica

O Ecoworking, escritório de um só ambiente que pode ser compartilhado por vários profissionais, tem plantas que filtram o ar, móveis feitos com madeira de demolição e em MDF com certificação. A tinta utilizada é a ecológica, sem componentes orgânicos voláteis.

Na sala de jantar, chama atenção a mesa de vidro, feita com um tronco de árvore resgatado na época da formação do Lago de Itaipu. A peça foi vendida por R$ 12 mil.

Ambientes para relaxar completam o conforto da casa. Sala de estar, jardim interno e um espaço zen também integram a mostra.

Piso

A área de convivência da CasaFoz tem um piso drenante que absorve até 3 litros de água em menos de 5 segundos. Da linha Megadreno, da Braston, o material colabora com a rápida absorção da água da chuva pelo solo, prevenindo enchentes. A variedade de cores e texturas permite a criação de designs que equilibram beleza e funcionalidade.

Serviço:

CasaFoz Design em Foz do Iguaçu

Mostra aberta até 17 de novembro

Visitas:

• De quarta a sexta-feira: 17h às 22h, ingressos a R$ 10

• Sábados e domingos: 14h às 22h, ingressos a R$ 20

Estudantes, professores, menores de 16 anos e maiores de 60 anos pagam meia-entrada www.casafozdesign.com.br

  • CasaFoz promove palestras, debates e encontros culturais no espaço
  • Painéis solares e fotovoltaico captam energia no telhado verde
  • Ambientação inclui itens sustentáveis e materiais ecológicos

Sustentabilidade, inovação e tecnologia estão combinados na proposta elaborada por 55 profissionais de arquitetura, engenharia e design na mostra CasaFoz Design, que está mudando conceitos de construção e decoração na região Oeste do Paraná.

Em 498 metros quadrados de área construída, os 32 ambientes planejados – todos montados em contêineres – trazem novas soluções construtivas e também em acabamentos, mobiliário e captação de energia.

Sofisticação acessível

Elaborado pelos arquitetos Karin Nisiide e Carlos Salamanca, o projeto da casa em contêineres tem charme de sobra. "Nossa ideia foi fazer uma casa sofisticada e também acessível", diz Karin.

O custo de construção de uma casa contêiner é de, aproximadamente, R$ 1,6 mil o metro quadrado, em padrão de alta qualidade. O valor é 20% a 30% mais barato em relação à construção convencional e pode ser ainda menor conforme os acabamentos escolhidos.

A CasaFoz Design tem três pavimentos e foi feita com 15 contêiners. A área total, de 1020 metros quadrados, inclui ambientes externos com piscina, horta orgânica e bar.

O apelo sustentável está em quase todos os espaços. No hall são usados tijolos ecológicos – material que não é levado ao forno durante o processo de produção, e por isso reduz danos ao meio ambiente.

Embora seja mais caro que o tijolo convencional, ecológico dispensa o uso de reboco, argamassa e evita a quebradeira nas paredes durante a obra para embutir a fiação elétrica. Essas características fazem o custo-benefício ser compensador, proporcionando economia de pelo menos 20%, explica uma das arquitetas responsáveis pelo hall da casa, Hajer Atari.

O telhado verde é outra solução sustentável. Feito com grama, horta ou flores, sobre uma laje ou no próprio contêiner, o telhado funciona como isolante térmico, absorve água da chuva e também pode ser usado como espaço de lazer, diz o engenheiro agrônomo Felipe Marchioro, idealizador do ambiente. Se feito sobre laje, o custo fica 20% a 30% mais barato que o telhado convencional.

Energia alternativa

As soluções de geração de energia também marcam presença na CasaFoz. A casa tem três placas, duas do tipo solar térmica, para aquecimento de água, e uma fotovoltaica, voltada para geração de energia.

Uma das placas solares, feita de polipropileno e exclusiva para piscina, faz parte de um sistema com bomba e controle digital. O equipamento eleva em até 32 graus a temperatura das piscinas e gera cerca de 65% de economia em relação a outros sistemas.

Novidade na região Oeste, a placa solar fotovoltaica capta a luz do sol e a transforma em energia elétrica para a residência. Se a geração for maior que o consumo, a Copel fornece créditos de energia ao usuário. "Durante o dia você usa sua energia e à noite a da Copel", explica o engenheiro eletricista Luiz Colman.

Proposta abre debates sobre sustentabilidade

Inaugurada em 16 de outubro e aberta ao público até 17 de novembro, em Foz do Iguaçu, a mostra CasaFoz De­­sign tem a proposta de levar inovação e debate ao mercado de arquitetura e construção da região Oeste. A casa-contêiner sedia eventos técnicos e culturais como palestras, roda de debates, exposições artísticas, apresentações musicais e desfiles.

A ideia é que estudantes, profissionais do segmento e pes­­quisadores visitem a mostra e promovam discussões sobre a temática do projeto.

A casa foi construída com 32 contêineres reciclados para uso residencial da em­­pre­­­­sa Delta Containers, de Curi­­tiba. Está em área nobre de Foz do Iguaçu, a Vila Yolanda, um dos bairros mais tradicionais da cidade. O projeto é realizado pela Iguassu Invest Empreendimentos Imo­­­­biliários, Karin Ni­­siide Ar­­quitetura e Sala­­man­­ca Arquitetura.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]