165813

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Ler e Pensar
  3. A internet a favor da aprendizagem

NA REDE 

A internet a favor da aprendizagem

Alunos de Curitiba utilizam memes, HQs e outras ferramentas conhecidas como recursos pedagógicos

  • Curitiba
  • Instituto GRPCOM
Uma das atividades que os alunos desenvolveram foi a produção de HQs |
Uma das atividades que os alunos desenvolveram foi a produção de HQs
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Não é novidade que os recursos tecnológicos estão cada vez mais presentes nas vidas de crianças e adolescentes. O desafio é além de orientar e motivá-los a explorar os mais diversos recursos como ferramentas pedagógicas, conscientizá-los sobre o uso responsável das ferramentas já conhecidas por eles. Foi pensando nisso, que a professora Gislaine Cristina da Silva desenvolveu algumas atividades com os alunos do 8º ano, da Escola Bairro Novo – CAIC Guilherme Lacerda Braga Sobrinho, localizada em Curitiba.

Primeiramente, os alunos responderam a um questionário, com o objetivo de coletar dados sobre o uso da internet. As perguntas eram sobre o tempo em que os estudantes passavam na internet, os horários de maior acesso e o que eles consideravam como exagero referente à quantidade de horas em que ficavam conectados. 

Os dados foram tabulados e transformados em um gráfico. Com os resultados, a professora constatou que apenas uma pequena parcela dos alunos não possuía celular ou acesso a internet. A partir disso, ela pôde elaborar um plano de ação e pensar em alternativas para utilizar recursos tecnológicos em sala de aula. 

Os estudantes também realizaram entrevistas com os profissionais da educação do colégio, abordando o tema “o que é ser ético na internet”. Entre os entrevistados, estavam a pedagoga e o vice-diretor da escola. As respostas englobaram o conceito de ética e algumas dicas de como aplica-la nas redes. As entrevistas foram realizadas no formato de vídeo. 

Na prática 

A professora apresentou aos alunos o artigo Adoslescentes são os que mais compartilham Fake News, publicado na edição semanal da Gazeta do Povo. A proposta da atividade foi utilizar memes, buscando desenvolver uma conduta ética na internet. Eles conheceram a origem do termo meme e analisaram alguns memes disponibilizados. 

Durante a atividade, foi possível perceber que o meme não deve ser usado como uma forma de humilhação ou de espalhar boatos e sim como um recurso divertido que também leva ao aprendizado. Para concluir o trabalho, os alunos criaram alguns memes. 

Gislaine usou ainda o artigo Educação Financeira em Quadrinhos para inspirar os alunos a produzirem HQs. Foram utilizados softwares gratuitos para o desenvolvimento da atividade. Os alunos foram desafiados a utilizar uma linguagem lúdica e a abordar temas do dia a dia do universo on-line. 

Com essas atividades foi possível que os alunos explorassem ferramentas e recursos que eles já conheciam e os utilizassem como recursos de aprendizagem diferentes e interativos. Eles também puderam refletir e relacionar essas ferramentas com o uso da internet de maneira ética e saudável.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>