Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Ler e Pensar
  3. Indo além do ABC

SAÚDE PÚBLICA

Indo além do ABC

Estar atento às questões que envolvem a saúde pública e bem-estar, alertando e orientando os alunos, também é papel da escola

  • Campina Grande do Sul 
  • IGRPCOM
Os estudantes, do 2º ano do Ensino Fundamental, durante a prática realizada com o Ler e Pensar  |
Os estudantes, do 2º ano do Ensino Fundamental, durante a prática realizada com o Ler e Pensar 
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

No ano passado o número de morcegos diagnosticados com o vírus da raiva cresceu cinco vezes em Curitiba em relação ao ano anterior, como você pode conferir nesta matéria. O morcego está mais presente em nosso meio do que as pessoas imaginam. Eles vêm atrás dos insetos, que por sua vez são atraídos pelos intensos focos de luz, por isso a presença do animal tem aumentado, e muito. Na capital paranaense, só em 2017 foram cerca de 400 casos atendidos pela Secretária Municipal de Saúde.

Mas, não se desespere! A presença do animal não trás perigo algum para o homem. A preocupação aparece quando o mamífero está infectado pelo vírus da raiva, isso porque neste caso o animal pode ficar desorientado e cair, tornando-se um risco para os animais domésticos, que podem entrar em contato com o hospedeiro do vírus e serem contaminados. 

Trazendo a realidade para a sala de aula 

A professora Débora Dias da Rosa, de Campina Grande do Sul, contou que “muitos alunos moram em casas que tem esse animal no quintal e até dentro de casa”, por isso quando leu a matéria viu a oportunidade - e a necessidade - de levar esse assunto para discutir com seus estudantes, do 2º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Lucídio Florêncio Ribeiro. 

Além de trabalhar os aspectos inerentes ao gênero textual e o letramento, a professora foi ainda mais longe. Explorando a imagem apresentada na reportagem da Gazeta do Povo ela integrou o tema à disciplina de Ciências, cumprindo criativamente o currículo que trazia o estudo de mamíferos e produziu um gráfico representando os últimos registros de raiva em animais domésticos, envolvendo a matemática. 

Débora ainda relatou que por meio deste trabalho conseguiu ultrapassar as barreiras da escola e alcançar as famílias, pois o trabalho além de ajudar na alfabetização, também ajudou a levar o alerta aos pais sobre os cuidados em relação a este animal.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE