Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Esse é um Airbus A330-243 da China Eastern Airlines.
Esse é um Airbus A330-243 da China Eastern Airlines.| Foto: EFE/EPA/MAURITZ ANTIN

Um avião da China Eastern Airlines caiu nas montanhas na região de Guangxi, no sul da China, nesta segunda-feira (21), segundo a Administração de Aviação Civil da China. A bordo da aeronave estavam 132 pessoas, sendo 123 passageiros e nove tripulantes.

Por enquanto, não há detalhes sobre a possível causa do acidente, e as equipes não encontraram sinais de sobreviventes até o momento.

O Boeing 737-800 estava a caminho da cidade de Kunming, no sudoeste, para Guangzhou, quando perdeu contato sobre a cidade de Wuzhou.

O avião teria sofrido uma queda de 7.878 metros em 156 segundos, segundo dados da flightradar24, portal que monitora voos.​ Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o que seria o Boeing em queda vertical, mas a autenticidade das imagens não foi confirmada.

“A China Eastern Airlines ativou o mecanismo de emergência, enviou um grupo de trabalho ao local e abriu uma linha especial para assistência de emergência a familiares”, informou a companhia aérea em comunicado na conta Weibo.

O avião que caiu tinha quase sete anos de operação. A Boeing disse em comunicado que estava "trabalhando para coletar mais informações". Segundo a TV estatal CCTV, mesmo 18 horas após a queda ainda não haviam sido encontrados sobreviventes.

Nos últimos anos, a Boeing passou por uma grande crise devido à pandemia e aos acidentes de duas aeronaves 737-MAX - um modelo diferente do que caiu hoje na China - na Etiópia e na Indonésia, que causaram a morte de quase 350 pessoas.

A empresa suspendeu o uso desse modelo de aeronave até que as causas do acidente sejam esclarecidas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]