Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Garota segura uma réplica de catedral semelhante à que foi jogada contra o primeiro-ministro | Alessandro Garofalo/Reuters
Garota segura uma réplica de catedral semelhante à que foi jogada contra o primeiro-ministro| Foto: Alessandro Garofalo/Reuters

O italiano que quebrou o nariz e dois dentes de Silvio Berlusconi ao agredi-lo com uma miniatura da catedral gótica de Milão pediu desculpas ao primeiro-ministro italiano por seu "ato covarde e impulsivo", disse o advogado do agressor.

Berlusconi passou a segunda noite no hospital na terça-feira após o ataque sofrido no domingo por Massimo Tartaglia, de 42 anos, que bateu a réplica da catedral contra o rosto do premiê de uma distância curta enquanto Berlusconi assinava autógrafos após um comício.

Tartaglia, que tem histórico de problemas mentais, agiu sozinho e sem nenhum interesse político ou militante, disse o advogado dele em breve comunicado, divulgado no final da segunda-feira.

Em carta enviada a Berlusconi, Tartaglia expressou seu "sincero arrependimento por um ato superficial, covarde e impulsivo no qual ele não se reconheceu", afirma o comunicado.

Os aliados de Berlusconi descreveram o ataque como um exemplo do "clima de ódio" que envolve o premiê, que frequentemente acusa juízes "comunistas", a mídia e esquerdistas de fazerem campanha para derrubar seu governo.

Figura popular, mas controversa, Berlusconi tem lutado ao longo de todo este ano contra acusações de relações impróprias com uma modelo adolescente e festas com garotas de programa. Ele também enfrenta a reabertura de vários processos judiciais.

Ele deve permanecer no hospital por pelo menos mais um dia e não deve voltar ao trabalho por 10 dias, disse o médico pessoal do premiê, Alberto Zangrillo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]