Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Profissional de saúde prepara dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em Cidade do Panamá (Panamá), 21 de julho
Profissional de saúde prepara dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em Cidade do Panamá (Panamá), 21 de julho| Foto: EFE/ Bienvenido Velasco

A Alemanha começará, a partir de setembro, a aplicar uma terceira dose de vacina contra Covid-19 em pessoas vulneráveis e ampliará a campanha de vacinação para maiores de 12 anos, informaram autoridades de saúde do país nesta segunda-feira (2).

"Nós temos vacinas suficientes para todas as faixas etárias", afirmou o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn. "Mantemos a nossa promessa: todos que quiserem poderão se vacinar no verão". Spahn e os ministros de saúde dos 16 estados alemães concordaram em ampliar a imunização para pessoas de 12 a 17 anos.

O órgão regulador de vacinas no país, Stiko, recomendou anteriormente que apenas as crianças e adolescentes de 12 a 17 anos com condições de saúde, ou que vivem com pessoas do grupo de maior risco para Covid-19, deveriam ser imunizados. Entretanto, pessoas dessa faixa etária fora dessas categorias já podiam ser vacinados com a aprovação de seus pais e médicos. Cerca de 900 mil crianças de 12 a 17 anos já foram vacinadas na Alemanha, segundo o ministério.

Idosos e pessoas com sistema imunológico debilitado que já foram vacinados contra a Covid-19 há pelo menos seis meses poderão receber uma terceira dose de imunizante. A vacinação de reforço será feita com doses das vacinas de mRNA da Pfizer/BioNTech e da Moderna, independentemente do que a pessoa recebeu previamente. Além desses dois imunizantes, a Alemanha usa as vacinas da Astrazeneca e da Janssen em sua campanha.

Até o domingo, 52,3% da população alemã já haviam recebido doses completas de vacina contra a Covid-19, enquanto 61,7% já foram inoculados com pelo menos uma dose.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]