Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Apoiadores dos houthis participam de funeral de rebeldes que foram mortos no conflito no Iêmen, em Sanaa, 4 de janeiro. O grupo iemenita assumiu a autoria de ataques nos Emirados Árabes Unidos nesta segunda-feira, 17 de janeiro
Apoiadores dos houthis participam de funeral de rebeldes que foram mortos no conflito no Iêmen, em Sanaa, 4 de janeiro. O grupo iemenita assumiu a autoria de ataques nos Emirados Árabes Unidos nesta segunda-feira, 17 de janeiro| Foto: EFE/EPA/YAHYA ARHAB

Um possível ataque por drones causou nesta segunda-feira a explosão de três caminhões-tanques em Abu Dhabi e um incêndio no aeroporto internacional da capital dos Emirados Árabes Unidos, deixando três mortos e seis feridos, informou a polícia local.

Segundo a polícia, três caminhões-tanques que transportavam combustíveis explodiram em uma área industrial perto de instalações de armazenamento da empresa de petróleo ADNOC. Além disso, um incêndio ocorreu em uma área em construções do aeroporto internacional de Abu Dhabi. As autoridades disseram que as vítimas são dois cidadãos indianos e um paquistanês.

A polícia não apontou suspeitos, mas rebeldes houthis no Iêmen alegaram ter conduzido os ataques.

Investigações preliminares apontam que pequenos objetos voadores, possivelmente drones, caíram nos dois locais, causando as explosões no complexo industrial e o incêndio no aeroporto, que foi descrito como "pequeno". Os danos não foram significativos, segundo as autoridades.

O porta-voz militar dos houthis afirmou nesta segunda-feira que o grupo realizou um ataque no território emiradense, sem fornecer mais detalhes, dizendo que um comunicado será emitido mais tarde.

Os Emirados Árabes Unidos fazem parte da coalizão liderada pela Arábia Saudita que desde 2015 combate os houthis, grupo apoiado pelo Irã, no conflito do Iêmen. Os EAU reduziram a sua presença militar no Iêmen em 2019, mas continua a ter influência no conflito por meio de forças iemenitas que foram treinadas e armadas pelo país.

Forças alinhadas ao governo iemenita, com suporte de grupos apoiados pelos EAU e de forças aéreas sauditas, retomaram a província de Shabwa dos houthis no início deste mês.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]