Mercado foi destruído pelo artefato de um homem-bomba, em ataque próximo a pontos turísticos | STRINGER/EGYPT/REUTERS
Mercado foi destruído pelo artefato de um homem-bomba, em ataque próximo a pontos turísticos| Foto: STRINGER/EGYPT/REUTERS

Um homem-bomba realizou um ataque no antigo templo de Karnak, em Luxor, cidade localizada no Sul do Egito, segundo autoridades locais. O templo é um dos pontos turísticos mais populares do país e visitado por estrangeiros durante todo o ano. Um porta-voz do ministério da Saúde informou que os três homens responsáveis pelo ataque morreram e quatro pessoas, incluindo dois policiais, ficaram feridas. Não há turistas entre as vítimas.

Mulher dá à luz após transplante de tecido ovariano congelado na infância

Uma mulher congolesa-belga se tornou a primeira no mundo a dar à luz uma criança saudável depois que os médicos restauraram sua fertilidade por meio de um transplante de tecido ovariano que foi removido e congelado quando ela era uma criança.

Leia a matéria completa

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade do ataque até o momento. Após o incidente, o ministro de Antiguidades do Egito emitiu ordens para aumentar a segurança em locais turísticos em todo o país, informou a a agência oficial de notícias Mena. Este é o segundo ataque que tem como alvo pontos turísticos egípcios. Na semana passada, dois policiais foram mortos a tiros por dois homens armados em uma estrada que leva às Pirâmides de Gizé. O atentado revive o temor de uma nova onda de ataques a áreas turísticas no país, como na década de 90.

No ataque da manhã desta quarta-feira, três homens armados tentaram invadir uma barricada que leva ao templo do Karnak. Dois deles saíram de um carro, iniciaram um tiroteio com a polícia e teriam sido mortos no confronto, segundo a imprensa. O terceiro homem conseguiu ultrapassar a barreira e acionou um cinto de explosivos que estava vestindo. O templo não sofreu qualquer dano no incidente.

Luxor já foi alvo no passado de ações terroristas. Em 1997, jihadistas mataram mais de 60 pessoas depois de atacar um grupo de turistas estrangeiros que visitavam o Templo de Hatshepsut, no Vale dos Reis.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]