i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
MORTES

Atentados a bomba matam ao menos 36 no Paquistão

  • PorAgência Estado
  • 23/08/2010 11:00

Pelo menos 36 pessoas morreram nesta segunda-feira em três atentados com bombas no Paquistão. Segundo funcionários do governo e testemunhas, dois ataques ocorreram em regiões tribais na fronteira com o Afeganistão, e o terceiro aconteceu em um importante centro urbano do país.

Um dos ataques ocorreu perto da cidade de Peshawar e matou Israr Khan, líder de um grupo miliciano contrário ao Taleban, além de dois assessores dele. A explosão aconteceu quando o grupo passava por um mercado na aldeia de Matni, disse o policial Khurshid Khan. Três outras pessoas se feriram. O governo envia armas e dinheiro a vários milicianos que combatem o Taleban.

A explosão mais mortífera ocorreu quando um suicida detonou uma bomba em uma mesquita dentro de uma escola religiosa no Waziristão do Sul, matando 26 pessoas e ferindo mais de 40, segundo um funcionário de inteligência da região, que pediu anonimato. A fonte disse que Maulana Noor Mohammad, um ex-parlamentar que dirigia a escola, estava entre os mortos. Yar Mohammad, um homem de uma tribo local que estava na mesquita, confirmou que se tratava de um ataque suicida. Nenhum grupo reivindicou o ataque até o momento, mas milicianos islâmicos têm atacado com frequência clérigos e outros opositores.

Mais cedo, uma bomba explodiu dentro de uma escola durante uma reunião de anciãos na remota região tribal de Kurram, no noroeste do Paquistão, deixando sete mortos. O principal funcionário local, Jalid Umerzai, disse que os anciões reunidos na junta discutiam uma desavença sobre a propriedade do edifício onde ficava uma escola. Não estava claro se o ataque na região de Kurram estava ligado a essa disputa ou se ele foi lançado por extremistas islamitas.

O Exército já realizou operações no Waziristão do Sul e em Kurram nos últimos 18 meses. Nessas zonas, a presença do governo é mínima ou mesmo inexistente. O Waziristão do Sul é uma das áreas mais afetadas pelas inundações que arrasaram zonas do Paquistão no último mês, com 18 pontes destruídas e cerca de 30 mortos nessa área tribal. Kurram não foi afetada pelas enchentes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.