Ataque aconteceu em centro histórico de Dayton
Ataque aconteceu em centro histórico de Dayton| Foto: Derek Myers / AFP

Apenas 13 horas depois de um atirador matar 20 pessoas numa loja do Wall Mart no Texas, outro homem armado espalhou terror atirando a esmo nas ruas de Dayton, no Ohio. Neste segundo ataque, a polícia confirmou nove mortos e 16 feridos - entre as vítimas está a irmã do atirador, mas ainda não se sabe se ele tinha conhecimento da presença dela no local.

Por volta da 1 hora da manhã deste domingo (4), um homem vestido com armadura à prova de balas começou a atirar nas pessoas no centro de Dayton, a caminho de um bar chamado Ned Peppers.

Em entrevista coletiva, o tenente-coronel Matt Carper disse que policiais que patrulhavam a região chegaram rapidamente ao local, alvejaram e mataram o atirador. Nenhum policial ficou ferido. A polícia acredita que havia apenas um atirador e ainda não identificou o suspeito ou motivo para a ação. Carper disse que o agressor usou uma arma longa e disparou várias vezes.

A porta-voz do Hospital de Miami Valley, Terrea Little, afirmou que 16 vítimas foram recebidas no hospital, mas não informou suas condições. A porta-voz da Kettering Health Network, Elizabeth Long, disse que várias vítimas de um tiroteio foram levadas para hospitais do sistema, mas não revelou um número.

Com uma população de cerca de 140 mil habitantes, Dayton fica no oeste de Ohio. O distrito de Oregon é um bairro histórico que Carper descreveu como "uma parte segura do centro", onde estão instaladas opções de entretenimento, incluindo bares, restaurantes e teatros. "Isso é extremamente incomum, obviamente para qualquer comunidade, quanto mais para Dayton", disse Carper. "No nosso distrito de Oregon, isso é inédito."

O tiroteio em Ohio aconteceu horas depois de um jovem ter aberto fogo em uma área comercial lotada de El Paso, no Texas, deixando 20 mortos e mais de 40 feridos. Poucos dias antes, em 28 de julho, um jovem de 19 anos matou três pessoas, incluindo duas crianças, no Gilroy Garlic Festival, no norte da Califórnia.

O tiroteio deste domingo em Dayton é o 22º assassinato em massa de 2019 nos EUA, de acordo com o banco de dados de assassinatos em massa da AP/USA Today/ Northeastern University, que rastreia os homicídios onde quatro ou mais pessoas morreram, sem incluir o infrator.

Pelo Twitter, o presidente Donald Trump pediu que Deus abençoasse o povo de El Paso e Dayton. Afirmou também que o FBI e as polícias local e estadual estão trabalhando juntas no Texas e em Ohio, e que "a aplicação da lei foi muito rápida em ambos os casos".

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]