• 13/01/2021 16:26
Fim de coalizão

Ministros de partido governista renunciam e deflagram crise política na Itália

  • 13/01/2021 16:26
    • Estadão Conteúdo
    Matteo Renzi gesticula enquanto dá uma entrevista coletiva em 13 de janeiro de 2021 na Câmara dos Deputados italiana em Roma.
    Matteo Renzi gesticula enquanto dá uma entrevista coletiva em 13 de janeiro de 2021 na Câmara dos Deputados italiana em Roma.| Foto: Alberto PIZZOLI / POOL / AFP

    O líder do partido Italia Viva, Matteo Renzi, anunciou nesta quarta-feira, 13, a renúncia de todos os ministros da legenda do gabinete do primeiro-ministro Giuseppe Conte. A decisão inviabiliza a coalizão governista liderada pelo partido Movimento 5 Estrelas e deve forçar o premiê a buscar um novo parceiro para formar a maioria no Parlamento ou convocar eleições antecipadas.

    Em entrevista coletiva, Renzi acusou Conte de concentrar poder. "Essa crise já estava aberta há meses, nós precisamos respeitar as regras democráticas: estamos aqui para resolver problemas, não em um reality show", criticou.

    O impasse atual é resultado das insatisfações de Renzi quanto ao projeto do governo que mobiliza os recursos alocados pela União Europeia no âmbito do Fundo de Recuperação. O político tem pressionado por mais verbas para os setores de educação, cultura e saúde. "É irresponsável não pegar o dinheiro por razões ideológicas", pontuou.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.