Mais de cem pessoas morreram no Sudão do Sul quando um caminhão de combustível explodiu no momento em que uma multidão tentava roubar a carga do veículo, que havia sofrido acidente em uma estrada, disse uma autoridade regional nesta quinta-feira, um dia após oincidente.

Além dos mortos na explosão de quarta-feira, Charles Kisagna, ministro da Informação do Estado de Equatória Ocidental, disse que cerca de 50 pessoas ficaram gravemente feridas.

“Não temos equipamento médico, e estas pessoas podem não sobreviver porque não temos as instalações para tratar de pessoas com queimaduras graves”, disse ele à Reuters, acrescentando que o caminhão viajava da capital Juba para Equatória Ocidental.

Incidentes deste tipo já aconteceram antes na região do leste africano, onde os caminhões-tanque muitas vezes têm que percorrer longas distâncias em estradas esburacadas e atravessar comunidades pobres.

Quase não há vias asfaltadas no Sudão do Sul, uma das nações mais pobres do continente e mergulhada em um conflito armado desde dezembro de 2013. O governo e rebeldes assinaram um acordo de paz em agosto, mas o cessar-fogo já foi violado.

O porta-voz presidencial, Ateny Wek Ateny, afirmou que o episódio não tem relação com os confrontos. “Foi um acidente”, disse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]