| Rhona Wise/AFP
| Foto: Rhona Wise/AFP

Donald Trump marcou uma quádrupla vitória na rodada crucial de prévias partidárias disputada nesta terça-feira (15), quando cinco estados americanos votaram, e conquistou o maior prêmio da noite: a populosa Flórida, levando Marco Rubio, senador pelo estado, a desistir da corrida à Casa Branca.

O empresário venceu também na Carolina do Norte, em Illinois e Missouri, mas perdeu em Ohio, outro Estado influente, que optou por John Kasich, seu atual governador.

Apesar da vitória estrondosa com que somou ao menos 159 votos de delegados para a convenção partidária, projeções com as atuais pesquisas indicam que Trump não atingiria os 1.237 delegados necessários para vencer. Ao todo, há 2.472 votantes na convenção, em julho, dos quais 942 ainda serão distribuídos nas próximas prévias.

Se Trump não chegar à meta, ocorre a chamada “convenção disputada”: uma segunda votação que descarta a decisão das urnas, optando entre os que obtiveram representatividade nas prévias.

A rodada desta terça foi importante porque em Ohio, Flórida, Illinois e Missouri o vencedor leva todo o lote de votos dos delegados estaduais. A Carolina do Norte os divide seguindo as urnas.

Com os novos resultados, Trump soma 619 (superando a metade do que precisa, uma barreira psicológica); Cruz tem ao menos 394 e Kasich, 136.

Rubio - que começou a corrida como favorito mas perdeu seu berço político por 19 pontos de diferença para Trump - tem 167 delegados, que devem seguir a indicação do ex-candidato em quem votar -ele ainda não definiu-, mas podem rever a escolha.Depois da rodada, a disputa se reduz a Trump e Cruz, dois nomes não alinhados com a elite republicana.

Kasich só poderá vencer matematicamente se herdar todos os delegados de Rubio e vencer todas as próximas prévias, algo improvável. Mas pode permanecer para a “convenção disputada”.

“Possíveis distúrbios”

Nesta quarta-feira (16), Donald Trump advertiu que poderá haver distúrbios caso o Partido Republicano rejeite indicá-lo como candidato para a eleições presidenciais, apesar de ter conquistado a maioria das eleições prévias.

“Acho que haverá distúrbios. Acho que distúrbios porque represento uma quantidade enorme, de milhões de pessoas”, declarou o magnata à CNN.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]