i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Venezuela

Chávez diz que magnata da cerveja quer presidência

"Lorenzo Mendoza quer ser presidente, e os ianques o estão orientando", disse

  • PorReuters
  • 14/06/2010 13:30

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse no domingo que um dos homens mais ricos do mundo e dono de uma grande cervejaria da América do Sul, Lorenzo Mendoza, está planejando concorrer à Presidência com apoio dos Estados Unidos.

Chávez, um inimigo declarado do "imperialismo" norte-americano, não deu provas para sustentar sua alegação de que o dono da Empresas Polar tem ambições políticas, dizendo apenas que o bilionário deveria pensar com cuidado antes de ingressar na política porque o governo controla o fornecimento de grãos.

"Lorenzo Mendoza quer ser presidente, e os ianques o estão orientando", disse Chávez. "A Polar depende do meu fornecimento de milho."

Nas últimas semanas, Chávez tem alertado frequentemente o magnata de que nacionalizaria a cervejaria e a produtora de alimentos em sua guerra econômica contra a "burguesia". Ele já nacionalizou dezenas de empresas, inclusive projetos multibilionários de petróleo.

"Cuidado, Mendoza", disse ele no domingo. "Você ficará sem nada."

Os ataques contra Mendoza e o que Chávez diz ser a "burguesia parasita" da Venezuela parecem ter como objetivo aumentar o apoio contra a oposição antes das eleições legislativas de setembro.

Mendoza, listado junto com sua família na 125ª posição da lista dos mais ricos do mundo da revista Forbes, é uma figura pública bem conhecida, cuja companhia tem um papel importante na cultura venezuelana por fabricar a cerveja favorita do país e a mais famosa marca de farinha usada para fazer as tortilhas "arepa" de milho, uma comida típica.

A Polar foi fundada em 1941 pelo avô de Mendoza.

O presidente socialista está no poder há 11 anos e deve concorrer novamente nas eleições de 2012.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.