Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
austrália coronavírus
O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison| Foto: Gary Ramage/POOL/AFP

As relações entre chineses e australianos ficaram tensas nesta segunda-feira (27), após a publicação de uma entrevista do embaixador chinês Cheng Jingye dizendo que a China pode boicotar produtos da Austrália, que pediu uma investigação sobre a origem da Covid-19, cujos primeiros casos foram registrados na cidade chinesa de Wuhan.

Ao ser perguntado pelo jornal The Australian Financial Review sobre a solicitação australiana, Cheng, que é embaixador em Camberra, disse que a "população chinesa" poderia rejeitar mercadorias da Austrália. "Talvez as pessoas comuns se perguntem: 'Por que eu deveria beber vinho australiano? Comer bife australiano?'", afirmou o diplomata.

O embaixador afirmou ainda que os turistas chineses poderiam evitar a Austrália. "Os pais dos estudantes também podem pensar se este (a Austrália) é o melhor lugar para mandar suas crianças."

Na semana passada, a Austrália pediu à Organização Mundial da Saúde (OMS) que apoiasse uma investigação independente sobre a origem do novo coronavírus. Além do pedido, o governo australiano faz lobby junto a líderes estrangeiros para que aceitem a apuração. De acordo com a chanceler australiana, Marise Payne, uma "avaliação honesta" da pandemia fortaleceria o papel da OMS.

Na segunda, depois da entrevista, Payne criticou, em comunicado, a posição chinesa. "Rejeitamos que uma coerção econômica seja uma resposta apropriada a um pedido (de investigação sobre a origem do coronavírus), quando o que precisamos é de cooperação global." No comunicado, Payne disse também que a Austrália fez uma "chamada de princípios" para uma revisão independente do surto de Covid-19.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, rejeitou o pedido de investigação, apesar de não falar especificamente sobre a Austrália. "A China é o primeiro país a denunciar um caso de Covid-19, mas isso não significa que o vírus tenha se originado na China", disse.

"Algumas pessoas estão tentando exagerar. O pedido para investigação é inconsistente e ocorre em meio à uma atmosfera internacional de cooperação. Essas manobras políticas não serão bem-sucedidas", disse o porta-voz chinês.

A Austrália tem a China como grande parceira comercial nos setores de energia, educação e turismo. Além disso, a China é o maior mercado de exportação de vinho e carne bovina dos australianos.

A Austrália registrou mais de 6,7 mil casos de Covid-19 e 83 mortes pela doença.

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]