Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Hartford - A Suprema Corte de Connecticut aprovou ontem o direito de casais gays se casarem. O estado agora é o terceiro nos Estados Unidos a conceder todos os benefícios do casamento aos gays, depois da Califórnia e Massachussets.

A votação foi muito dividida, mas com quatro votos contra três ficou decidido que gays podem se casar sob a Constituição do estado. Connecticut já permitia a união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas não concedia todas as proteções e benefícios do casamento.

Na decisão, a Corte de Connecticut afirmou que as leis estaduais que permitem o casamento gay não dão aos casais os mesmos direitos da união heterossexual.

"Interpretar nossas provisões estaduais, de acordo com o acordo que firmemente estabelece proteção igual, leva inevitavelmente à conclusão de que as pessoas homossexuais têm o direito de casar com parceiros de sua escolha", disse juiz Richard N. Palmer.

A governadora Jodi Rell, republicana, afirmou discordar da decisão, mas reiterou que não vai lutar contra a aprovação. "A Suprema Corte falou. Eu não acredito que as vozes deles reflitam a maioria das pessoas de Connecticut. Contudo, eu também estou convencida de que tentativas para reverter esta decisão não serão bem sucedidas", disse, em comunicado.

O pedido para a revisão da legislação estadual no tema foi trazido em 2004, depois que seis casais do mesmo sexo tiveram suas licenças de casamento negadas. Eles processaram o governo por discriminação e violação da igualdade de direitos e pediram os mesmos benefícios do casamento heterossexual.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]