Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Veja infográfico com países mais corruptos e menos corruptos segundo estudo |
Veja infográfico com países mais corruptos e menos corruptos segundo estudo| Foto:

Análise

Brasil se saiu melhor porque outros caíram

Agência O Globo

Rio de Janeiro - O Brasil subiu para o 69º lugar em comparação à 75º posição do ano passado no ranking de países mais honestos, ficando ao lado de Cuba, Montenegro e Romênia.

Para analistas, a melhora seria apenas um reflexo da deterioração de outros países e não deve ser interpretada como um avanço.

Já os Estados Unidos não estão mais entre os primeiros 20, manchados pelos escândalos financeiros e a influência do dinheiro na política, disse a Transparência Internacional (TI) nesta terça-feira. Os EUA escorregaram do 19º para o 22º lugar em relação ao ano passado, com sua pontuação caindo de 7,5 para 7,1. O índice avalia 178 países e é baseado em pesquisas independentes sobre a corrupção.

Dos 178 países pesquisados, quase três quartos ficaram abaixo do índice 5 numa escala que vai de zero, para o mais corrupto, até 10, para o menos corrupto.

Ambiente

O relatório da ONG Transpa­rência Internacional também mostra que a corrupção atrapalha o combate à pobreza e os esforços para reverter as mudanças climáticas, num momento em que os governos dedicam importantes somas de dinheiro para enfrentar instabilidade financeira.

Berlim - A Somália é o país mais corrupto do mundo, seguido pelo Afe­­ga­­nistão, Mianmar e Iraque, segundo um relatório divulgado ontem pela organização Transparência Internacional, sediada em Berlim. Já os países menos corruptos são Dinamarca, Nova Zelândia e Cin­­gapura, que ocupam, juntos, a primeira colocação.

O relatório mostrou que alguns países que foram especialmente afetados pela crise financeira mundial se tornaram mais corruptos durante o ano passado. Fazem parte deste grupo a Grécia, a Itália e os Estados Unidos, que caíram da colocação 19 para a 22.

Dos 178 países pesquisados, quase três quartos ficaram abaixo do índice 5 numa escala que vai de zero, para o mais corrupto, até 10, para o menos corrupto. O índice de corrupção da Transparência In­­ternacional é baseado em 13 perguntas feitas a executivos e especialistas, realizadas entre janeiro de 2009 e setembro de 2010.

O país menos corrupto do continente americano é o Canadá (na 6.ª colocação), seguido por Bar­­bados (17.ª) e pelo Chile (21.º lu­­gar), o menos corrupto da América espanhola. A seguir aparecem Estados Uni­­dos (22.º) e Uruguai (24.º).Brasil e Cuba aparecem juntos em 69.º (leia mais ao lado). A Venezuela vem em 164.º.

Dentre os países que mais re­­gistraram avanços estão o Chile, Equador, Haiti, Jamaica, Butão, Gâmbia, Catar, Kuwait e Mace­­dô­nia.

"Permitir a continuidade da corrupção é inaceitável. Muitas pessoas pobres e vulneráveis continuam sofrendo suas consequências em todo o mundo", disse Hu­­gutte Labelle, diretora da Transpa­­rência Internacional.

Peter von Blomberg, vice-diretor da ONG, disse ainda que uma recente decisão de um tribunal fe­­deral dos Estados Unidos, que permite que empresas doem quantias ilimitadas de dinheiro para partidos políticos, "fortalece a im­­pressão de que se pode comprar decisões políticas com dinheiro".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]