Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, sofreu nesta segunda-feira (17) uma torção no tornozelo esquerdo, que foi imobilizado depois de a governante ser atendida em um hospital de Roma, antes de comparecer ao almoço com o papa Francisco no Vaticano.

A presidente chegou à Casa Santa Marta, residência do pontífice, ex-arcebispo de Buenos Aires, visivelmente manca, já que usava um imobilizador preto no tornozelo da perna esquerda.

Cristina explicou à imprensa que havia chegado tarde ao almoço com o papa devido ao percalço.

Os porta-vozes da delegação argentina explicaram depois que a presidente argentina feriu o tornozelo enquanto caminhava por seu quarto do hotel antes da audiência com o papa.

A governante foi transferida ao hospital Umberto I de Roma para se submeter a uma ressonância magnética e saber o alcance da torção e, em seguida, os médicos decidiram imobilizar o tornozelo.

A presidente argentina chegou ontem a Roma, primeira fase de uma viagem pela Europa em que visitará ainda Paris, onde se reunirá com o presidente francês, François Hollande, e participará da inauguração do Salão do Livro da capital francesa, e voltará na quinta-feira a Buenos Aires.

Aproveitando a visita à Europa, a presidente argentina pediu poder voltar a saudar ao papa, ex-arcebispo de Buenos Aires, na que será a terceira reunião entre os dois.

Na audiência oficial, a presidente argentina estará acompanhada pelo chanceler Héctor Timerman; o secretário de Cultura, Guillermo Oliveri, e o secretário de Comunicação Pública, Alfredo Scoccimarro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]