O diretor do Banco do Vaticano, Ettore Gotti Tedeschi, está sendo investigado por magistrados de Roma por suspeita de lavagem de dinheiro na instituição, disseram fontes da Justiça local nesta terça-feira.

O gabinete dele e o porta-voz do Vaticano afirmaram nada ter a comentar sobre o assunto.

O banco do Vaticano, conhecido oficialmente como Instituto para as Obras Religiosas (IOR), envolveu-se pela última vez em um grande escândalo em 1982, quando esteve implicado na falência fraudulenta do Banco Ambrosiano, então o maior banco privado da Itália.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]