i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pesquisa

Elefantes usam as patas para ouvir, revela estudo

  • 08/06/2007 19:26

Nova Iorque – Elefantes usam as patas para "ouvir" chamados de membros de outras manadas, segundo pesquisadores dos Estados Unidos. Os cientistas dizem, também, que os animais são capazes de discernir entre os chamados e reagem de forma diferente de acordo com quem está chamando.

Segundo artigo da revista científica New Scientist, as conclusões são de um estudo da pesquisadora Caitlin O'Connell-Rodwell e sua equipe, do Centro Médico da Universidade Stanford, na Califórnia.

O estudo diz que os elefantes emitem sons de baixa freqüência para se comunicar com outras manadas que estão a vários quilômetros de distância.

Os sons fazem o chão tremer, e os pesquisadores suspeitavam de que esses tremores poderiam cumprir um papel na comunicação.

Os pesquisadores gravaram chamados de alerta emitidos por elefantes na Namíbia e no Quênia quando havia leões por perto. Depois, tocaram as gravações perto de uma manada na Namíbia. Quando sentiram as ondas emitidas originalmente pela manada da própria Namíbia, os elefantes logo reagiram: ficaram paralisados e depois se agruparam, com os bebês no meio dos animais mais velhos.

Porém, aparentemente, quanto mais distante era o local onde vive a manada cujo chamado estava sendo tocado pelos pesquisadores, menos forte era a reação dos animais.

Os chamados emitidos por manadas no Quênia, por exemplo, receberam menos atenção dos elefantes na Namíbia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.