Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A emoção e a reivindicação dos direitos dos homossexuais marcaram o primeiro casamento gay público realizado nesta quinta-feira (22) no Cartório Civil do Uruguai, como estabelece a nova legislação aprovada recentemente no Parlamento do país sul-americano.

O casal Rodrigo Borda e Sergio Miranda, que dirige a revista uruguaia "Friendly Map", disseram "sim" às 11h30 locais (mesmo horário de Brasília), sem disfarçar sua emoção e felicidade após receber sua certidão de casamento diante de dezenas de familiares e jornalistas.

A cerimônia aconteceu no Cartório Civil de Montevidéu, onde o casal se inscreveu no dia 5 de agosto, dia em que entrou em vigor no país a Lei do Casamento Igualitário.

Em entrevista à Efe, Miranda afirmou que hoje é um "dia histórico para o Uruguai. É um momento muito importante e a mensagem que nosso país dá ao mundo é muito positiva, quando em outros, como a Rússia, acontecem coisas horríveis".

"Se o que fizemos hoje serve para naturalizar o tema e ajudar as pessoas, que seja bem-vindo", acrescentou.

Entre as testemunhas do casal estava Michelle Suárez, representante do coletivo gay uruguaio Ovelhas Negras e a primeira mulher transexual advogada do país.

Para Michele, que foi uma das redatoras da lei do Casamento Igualitário, o Uruguai está começando a "destruir os mecanismos de discriminação contra o coletivo homossexual".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]