Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Demonstrators clash with riot police in downtown Quito during a transport strike against the economic policies of the government of Ecuadorean President Lenin Moreno regarding the agreement signed on March with the International Monetary Fund (IMF), on October 3, 2019. – The Ecuadorean government confirmed possible labour and tax reforms as established in the agreement, Economy Minister Richard Martinez stated -a day after announcing the elimination of fuel subsidies. (Photo by Rodrigo BUENDIA / AFP)
Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019| Foto: Rodrigo BUENDIA / AFP

Protestos na capital do Equador, Quito, se tornaram violentos nesta quinta-feira (3), com confrontos entre manifestantes e a polícia. Os protestos contra políticas do governo levaram o presidente Lenín Moreno a decretar estado de exceção em todo o país.

Os equatorianos foram às ruas em reação à retirada de subsídios do diesel e da gasolina chamada "extra", que vigoravam no país havia 40 anos. A medida foi tomada depois que o Equador fechou um acordo de US$ 2 bilhões com o Fundo Monetário Internacional (FMI), que fez uma série de demandas para reduzir os gastos públicos. Motoristas de táxi e caminhoneiros lideraram os protestos após o preço do combustível ter aumentado 123%.

Há relatos de agressão policial a jornalistas que realizavam a cobertura dos protestos. Na tarde desta quinta-feira, a Secretaria de Comunicação do país emitiu um comunicado em que rechaçava os incidentes registrados de ataques contra profissionais da imprensa.

O estado de exceção terá duração de 60 dias, segundo Moreno. A medida foi tomada para "manter a ordem, tranquilidade e segurança dos cidadãos e controlar quem pretende provocar caos". A medida permite restringir direitos como o da a livre circulação e empregar as forças armadas para controle público.

  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Fotógrafo do El Comercio tenta levantar após ser atacado pela polícia durante protesto contra políticas do presidente equatoriano Lenín Moreno, em Quito, 3 de outubro de 2019
  • Jornalistas do El Comercio são atacados pela polícia durante protesto contra políticas do presidente equatoriano Lenín Moreno, em Quito, 3 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
  • Protestos contra políticas do governo de Lenín Moreno, em Quito, 2 de outubro de 2019
2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]