Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Na véspera do inicio do conclave, cerca de 90 funcionários do Vaticano que darão apoio aos cardeais farão nesta segunda-feira (11) um juramento de manter segredo absoluto sobre a eleição.

Estão na lista médicos, enfermeiros, camareiras e soldados da Guarda Suíça que protegerão a Casa Santa Marta, onde os eleitores do novo papa ficarão hospedados nos próximos dias.

No momento das votações, só os cardeais poderão ficar dentro da Capela Sistina, como reza a tradição da igreja.

Nesta segunda, os cardeais se reuniram pela ultima vez antes do conclave. Vinte e oito falaram. Com isso, chegou-se a 161 discursos nesta fase que antecede a eleição.

De acordo com o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, foram discutidos o perfil que se espera do novo papa e os problemas na administração do IOR, o Banco do Vaticano.

A partir de agora, só os 115 cardeais eleitores, com menos de 80 anos de idade, participarão do processo de escolha do novo líder da igreja.

Preparativos

Mais cedo, as vestes que o novo papa escolherá no dia do anuncio foram deixadas na Capela das Lagrimas, onde o cardeal escolhido vai se trocar depois da votação. Foram feitos modelos de tamanhos pequeno, médio e grande.

Funcionários do Vaticano usaram uma escada Magirus dos bombeiros para instalar a tradicional cortina vermelha de veludo no balcão da Basílica de São Pedro. E de lá que o novo papa será apresentado aos fiéis.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]