Os alunos da escola rural para professores, a mesma dos 43 estudantes que desapareceram em setembro, anunciaram ontem que farão uma caravana nacional de protesto para informar a população sobre a situação no estado de Guerrero, no sul do México. O estudante Omar García informou em entrevista coletiva na Escola Normal Rural de Ayotzinapa que a caravana, que também contará com familiares dos desaparecidos e organizações civis, se dividirá a partir de hoje em três contingentes distintos para percorrer os estados do norte e do sul do país, e o próprio estado de Guerrero. Os três grupos se encontrarão na Cidade do México no dia 20 de novembro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]