Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Dois supostos integrantes do grupo separatista Pátria Basca e Liberdade (ETA) afirmaram ter recebido treinamento no uso de armas na Venezuela, revelou nesta segunda-feira o juiz Ismael Moreno.

Ele disse que Javier Atristain e Juan Carlos Besance, detidos na quarta-feira passada no País Basco, receberam um curso na Venezuela entre julho e agosto de 2008.

O treinamento, segundo o magistrado, foi dado por Arturo Cubillas, acusado em março em outro processo da Audiência Nacional da Espanha de ser intermediário na suposta colaboração entre o ETA e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), com o suposto amparo do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]