Bagdá – A suspensão durante seis meses dos ataques anunciada pela milícia xiita de Moqtada al-Sadr, o Exército do Mahdi, deverá permitir que as tropas americanas concentrem suas operações no Iraque contra a Al-Qaeda, considerou ontem o comando americano em Bagdá.

"A força multinacional no Iraque e o governo iraquiano saúdam o compromisso de (Moqtada) al-Sadr pela paz", reza em um comunicado militar.

Na quarta-feira, o chefe radical xiita anunciou que sua milícia suspendia seus ataques durante seis meses, principalmente contra os americanos, depois de ter sido acusada de estar envolvida nos violentos confrontos no dia anterior na cidade sagrada de Karbala.

"Se as ordens de Sadr forem respeitadas, isso permitirá que as forças da coalizão e as forças iraquianas se concentrem na Al-Qaeda no Iraque e na proteção da população iraquiana", acrescenta a nota americana.

"O fim da violência do Exército do Mahdi será também uma etapa importante para ajudar as autoridades iraquianas a dedicar mais atenção a seus objetivos políticos e econômicos", consideram os americanos.

"As declarações de Moqtada al-Sadr podem permitir a redução das atividades criminosas e contribuir para a reunificação dos iraquianos, divididos pelo medo e pela violência sectária", segundo o Exército americano.

"Esperamos com ansiedade que se confirme uma redução da violência com este anúncio, se os que estão envolvidos o cumprirem", conclui o comunicado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]