i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Diz Microsoft

Hackers russos tiveram como alvo 200 grupos ligados às eleições dos EUA

    • Estadão Conteúdo
    • 10/09/2020 20:29
    Imagem ilustrativa (Reprodução/Mika Baumeister/Unsplash)
    Imagem ilustrativa (Reprodução/Mika Baumeister/Unsplash)| Foto:

    Hackers do governo da Rússia já tiveram como alvo pelo menos 200 organizações ligadas à eleição presidencial de 2020 nos Estados Unidos nas últimas semanas, incluindo partidos políticos em nível nacional e estadual, bem como consultores políticos que trabalham tanto para republicanos quanto para democratas, de acordo com a Microsoft.

    A China também se envolveu em ataques cibernéticos contra "pessoas de alto perfil" ligadas à campanha do candidato democrata à presidência, Joe Biden. Além disso, agentes no Irã continuam a ter como alvos contas de pessoas associadas à campanha do presidente Donald Trump, disse a empresa em comunicado nesta quinta-feira.

    A equipe de inteligência da gigante de softwares é capaz de monitorar ataques suspeitos contra pessoas e organizações que usam sua plataforma de e-mail e outros serviços da Microsoft. As informações não são um retrato completo dos ataques do exterior, mas ecoam avaliações recentes da comunidade de inteligência dos EUA e de outros especialistas em segurança.

    Sanções

    O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou em comunicado que impôs sanções contra quatro cidadãos da Rússia, acusados de tentar influenciar o processo eleitoral americano. Em comunicado, o Tesouro diz que a Rússia "usa uma série de intermediários para tentar disseminar a discórdia entre os partidos políticos e fomentar divisões internas" nos EUA.

    Um dos cidadãos que sofreram a medida é Andrii Derkach, membro do Parlamento ucraniano que, segundo o Tesouro americano, tem sido um agente russo da ativa há mais de uma década, com conexões próximas ao serviço de inteligência da Rússia. Também foram punidos Artem Lifshits, Anton Andreyev e Darya Aslanova, funcionários da Internet Research Agency (IRA).

    Os EUA acusam essa entidade de usar criptomoedas para financiar atividades e influenciar operações pelo mundo. Com isso, qualquer propriedade ou interesses dos alvos da medida desta quinta-feira (10) nos EUA serão bloqueados e cidadãos americanos não poderão realizar transações com eles. Além disso, entidades em que eles tenham mais de 50% de participação também estarão bloqueadas, afirma o Tesouro americano.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.