Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Manifestantes anti-governo fecharam o aeroporto de Bangcoc | Rukree Sukplang/Reuters
Manifestantes anti-governo fecharam o aeroporto de Bangcoc| Foto: Rukree Sukplang/Reuters
  • Veja onde fica Bangcoc

Bangcoc - No segundo dia da ocupação por manifestantes do aeroporto internacional de Bancoc, o general Anupong Paochinda, comandante do Exército tailandês, sugeriu ao premier, Somchai Wongsawat, a dissolução do Parlamento e a convocação de eleições para acalmar a crise política que afeta o país.

"O governo deveria dar ao povo a chance de decidir numa nova eleição’’, afirmou o general, após reunir-se com acadêmicos, economistas, especialistas em segurança e membros do primeiro escalão do governo. O discurso aumentou o temor de um golpe de Estado – a Tailândia teve 18 em 76 anos.

A sugestão foi refutada tanto pela direitista Aliança do Povo pela Democracia (APD) – que reúne a elite urbana, exige a saída de Somchai e mudanças no sistema político, com indicação da maioria dos membros do Parlamento por entidades de classe – quanto pelo premier.

"Minha posição não é importante, mas os valores democráticos são’’, declarou Somchai horas depois de desembarcar em Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia, para onde seu vôo foi desviado em razão da invasão do aeroporto de Bancoc, porta de entrada de 15 milhões de turistas em 2007.

Eleito em setembro, o premier assumiu o poder sob protestos e nem sequer chegou a entrar na Casa do Governo, ocupada por manifestantes da APD desde 26 de agosto.

Ontem, líderes do grupo disseram que irão recorrer da ordem judicial para desocupar o aeroporto e que a convocação de novas eleições não os satisfará se o processo da escolha dos futuros parlamentares for conduzido pelo atual governo. "Não sairemos se Somchai não renunciar’’, declarou Suriyasai Katasila, porta-voz da APD.

Contudo, se a oposição alcançar seu objetivo, a situacionista Aliança Democrática Contra Ditadura (ADCD) já anunciou retaliação – ela acusou a APD de cometer atos terroristas e disseram que um recuo do governo equivale a golpe militar.

Caos civil

"Se a ADCD se voltar contra a APD com força total, o resultado será o caos civil generalizado’’, disse à Reuters o analista político Thitinan Pongsudhirak, da Universidade Chulalongkorn em Bancoc.

A APD tenta provocar uma nova intervenção contra o Partido do Poder Popular (PPP), do ex-premiê e cunhado de Somchai, Thaksin Shinawatra, deposto em 2006 por um golpe militar.

Os protestos, inicialmente voltados contra o ex-premiê Samak Sundaravej, eleito graças ao apoio de Thaksin, que permanece popular na Tailândia rural, prosseguiram após sua queda, em setembro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]