A família do falecido ditador chileno Augusto Pinochet inaugurará em 11 de setembro, no 34º aniversário do sangrento golpe militar que o colocou no poder em 1973, uma cripta que guardará suas cinzas, informou na edição de hoje o jornal "La Nación".

A cripta foi construída na capela do sítio litorâneo dos Boldos, 130 quilômetros a sudoeste de Santiago, onde Pinochet -- que governou o Chile de 1973 a 1990 -- passou a maior parte do tempo em seus últimos anos de vida.

A família do ditador, falecido em 10 de dezembro de 2006, teve problemas para financiar as obras e teve que pedir ajuda à Fundação Augusto Pinochet para concluí-las. Agora os trabalhos estão quase prontos e o local será inaugurado no dia 11 pela viúva do ditador, Lucía, seus filhos e alguns convidados, todos ex-colaboradores e partidários de Pinochet.

Na véspera, os aliados de Pinochet vão lembrar o aniversário do golpe com um jantar em um restaurante do bairro de Las Condes, em Santiago, no qual prestarão uma homenagem ao ditador.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]