• Carregando...
"Nós temos prova de que na semana passada armas químicas foram usadas pelo regime de Bashar al-Assad", disse Macron | YOAN VALAT/AFP
"Nós temos prova de que na semana passada armas químicas foram usadas pelo regime de Bashar al-Assad", disse Macron| Foto: YOAN VALAT/AFP

O presidente da França Emmanuel Macron afirmou nesta quinta-feira (12) que há provas de que o regime sírio de Bashar al-Assad usou armas químicas no ataque de sábado à cidade de Douma, mantida por rebeldes.

"Nós temos prova de que na semana passada armas químicas foram usadas - pelo menos cloro -, e elas foram utilizadas pelo regime de Bashar al-Assad", afirmou Macron em entrevista na televisão.  

Leia também: Trump no Twitter: mísseis “novos e inteligentes” estão chegando à Síria

O presidente francês não deu detalhes sobre como as provas teriam sido obtidas. Macron disse que trabalha juntamente com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e que eles decidirão sobre como responder ao episódio "quando isso seja mais útil e eficiente".

Ataque

No sábado (7), vídeos publicados pelos Capacetes Brancos (grupo que atua como Defesa Civil em zonas não controladas pelo governo) mostravam muitas vítimas respirando com a ajuda de máscaras de oxigênio. No domingo (8), ao menos 40 pessoas estavam mortas - entre elas, muitas crianças. Além dessas, outras 300 foram afetadas por, possivelmente, gás cloro.

Segundo médicos, as vítimas apresentavam sintomas de asfixia, boca espumando, pupilas dilatadas e olhos ardentes. Além disso, as próprias pessoas afirmaram terem sentido um forte cheiro de cloro.

Com informações da Dow Jones Newswires.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]