Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Abel Braga faz várias mudanças no Internacional | Albari Rosa / Gazeta do Povo
Abel Braga faz várias mudanças no Internacional| Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

O pior incêndio florestal a atingir a Grécia em décadas fez com que o país decretasse neste sábado (25) estado de emergência. "Esse estado abrange todas as regiões do país, pois assim vamos mobilizar todas as forças para lidar com esse desastre", afirmou primeiro-ministro grego, Costas Karamanlis, segundo quem o país está de luto.

"Tantos bombeiros trabalhando em tantas regiões não podem ser coincidência. O Estado fará de tudo para encontrar o culpado pelos focos de incêndio e puni-los", continuou.

Segundo bombeiros em entrevista à rede "CNN", há desconfianças de que o incêndio seja criminoso. Isso porque testemunhas disseram ter visto diversos focos de incêndio queimando simultaneamente em uma área de 20 km na região sul da Grécia. Um esquadrão antiterrorismo já trabalha na investigação e autoridades falam em "ato criminoso".

O fogo já matou pelo menos 46 pessoas e há temores de que existam mais mortos, informaram autoridades neste sábado (25). Os incêndios devastam a península do Peloponeso desde sexta-feira (24) e deixaram pessoas presas em vilas antes que pudessem ser retiradas do local, disseram autoridades. O tempo seco e os fortes ventos ajudam a espalhar as chamas e, por isso, 170 focos já foram registrados desde sexta-feira em diversas regiões do país.

A Grécia fez um apelo a países da União Européia e, por isso, França, Alemanha e Espanha devem enviar aviões para combater o fogo. José Manuel Barroso, presidente da Comissão Européia, disse estar "entristecido pela trágica perda de vidas humanas". Ele também reforçou a necessidade de assistência à Grécia.

"Se não conseguirmos deter o fogo agora, não sobrará nada", afirmou Sofia Moutsou, prefeita da cidade de Styra. Pelo menos três vilas nessa região foram esvaziadas e Moutsou espera que caminhões de bombeiros sejam enviadas à ilha.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]