i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Clima

“Gringos” pagarão conta da Amazônia, diz Lula

Em reunião esvaziada dos países amazônicos, presidente reafirma proposta brasileira para redução de poluentes

  • PorFolhapress
  • 26/11/2009 21:01
Entenda como as emissões de CO2 prejudicam o meio ambiente |
Entenda como as emissões de CO2 prejudicam o meio ambiente| Foto:

Financiamento

Sarkozy propõe verba de rico para florestas

Folhapress

Manaus - Após uma reunião que deveria ter nove presidentes, mas só teve três, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, defendeu que 20% da verba dos países ricos para combater o aquecimento global nos países pobres seja aplicada diretamente na proteção das florestas.

No documento oficial do encontro, a "Declaração de Manaus’’, os países destacam que "a floresta amazônica é particularmente vulnerável aos efeitos da mudanças do clima’’.

Para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, essa declaração "vai balizar a posição da América do Sul na conferência de Copenhague sobre o clima, sem que nenhum dos países abra mão de sua soberania’’.

Foi uma ressalva interessante, já que as justificativas para a ausência de tantos presidentes foi considerada frágil, deixando a impressão de uma resistência à liderança de Sarkozy e Lula na conferência do clima, como se houvesse divergências entre eles e suspeitas de avanços sobre a soberania de alguns.

China promete cortar 45% na emissão de CO2

Folhapress

Pequim - Um dia depois de os Estados Uni­­dos terem anunciado que irão à conferência sobre o clima em Co­­penhague com meta definida para combate ao efeito estufa, a China anunciou ontem que reduzirá entre 40% e 45% de suas emissões de dióxido de carbono em relação ao tamanho do PIB até 2020, comparado com as emissões em 2005.

O governo também divulgou que o primeiro-ministro, Wen Jiabao, irá à Conferência de Co­­penhague no mês que vem. A China superou os EUA no último ano como maior emissor.

Negociadores europeus e americanos pressionavam a China para cortar pelo menos 50%. Mas, pelo lado chinês, o argumento é que o país faz muito mais do que os países desenvolvidos quando estavam em um estágio de desenvolvimento similar ao da China.

A renda per capita chinesa, de US$ 3.500, é inferior a 10% da renda per capita de países como EUA, Japão e França. As emissões chinesas per capita são de 5,7 toneladas de CO2, contra 19 dos EUA.

"Esta é uma atitude voluntária do governo chinês, baseada em suas próprias condições, e é uma contribuição maior ao esforço global de conter a mudança climática’’, disse, em comunicado, o Conselho de Estado, o gabinete chinês.

Manaus - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem, em Manaus, que os "gringos’’ vão pagar a conta da preservação da Amazônia. A declaração foi feita durante a inauguração do gasoduto Urucu-Manaus, antes da participação de Lula na Cúpula dos Países Ama­­zônicos sobre Mudança do Clima.

"Que não venha nenhum gringo pedir para a gente deixar um amazonense morrer de fome em­­baixo do toco de uma árvore’’, dis­­se o presidente.

"Porque nós queremos preservar, mas eles (estrangeiros) terão que pagar a conta desta preservação, pelo fato de nós não termos derrubado a nossa floresta como eles já derrubaram a deles, há um século. Então, nós queremos usufruir corretamente’’, afirmou Lula.

Na cúpula, Lula tinha a expectativa de receber apoio para uma proposta conjunta para a conferência do clima de Copenhague, em dezembro. Mas a cúpula foi esvaziada pela ausência dos presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Álvaro Uribe (Colômbia) e Evo Morales (Bolívia).

Em Manaus, Lula reafirmou a proposta do governo que será apresentada em Copenhague de reduzir as emissões. "Nós acabamos de fazer uma proposta, e va­­mos levar a Copenhague: é que nós vamos assumir o compromisso de diminuir as emissões de ga­­ses de efeito estufa entre 36,1% e 38,9%’’.

"Nós queremos mostrar para os nossos amigos americanos, pa­­ra os nossos amigos europeus, que aqui no Brasil a gente fala menos e faz mais. A gente não é como aqueles que falam: ‘Eu mato a cobra e mostro o pau’. Ora, quem mata a cobra e mostra o pau não mostrou a cobra morta. Aqui, a gente mata a cobra e mostra a bichinha morta, a gente não mostra indiferença’’, declarou Lula.

Na inauguração do gasoduto da Petrobras, Lula disse que a troca da matriz energética de Ma­­naus, que hoje é de óleo diesel, para gás natural reduzirá as emissões anuais de CO2. Para isso, Pe­­trobras, Eletrobras e empresas pri­­vadas responsáveis pelas termelétricas terão que fazer a conversão das usinas de diesel para gás natural até setembro de 2010.

Fumaça

Sede da Cúpula dos Países Ama­­zônicos, Manaus amanheceu ontem encoberta por uma fumaça causada pelas queimadas no entorno do município. A região enfrenta estiagem e baixa nos rios.

O fenômeno observado pela manhã, de acordo com Antonio Manzi, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Ama­­zônia (Inpa), é ocasionado pelas queimadas que ocorrem num raio de até 100 km de Manaus, es­­pecialmente a leste e sudeste da cidade.

"Estamos em uma estação mui­­to seca e prolongada. Isso deixa o solo com menos água disponível e cria condições para as queimadas, intencionais ou não’’, afirma Manzi.

* * * * *

Interatividade

Os países ricos devem ter responsabilidade pela preservação da Floresta Amazônica?

Escreva para leitor@gazetadopovo.com.br

As cartas selecionadas serão publicadas na Coluna do Leitor.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.