Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um homem de 27 anos foi preso na Holanda sob suspeita de abusar de 50 crianças em creches de Amsterdã e pela distribuição de pornografia infantil, informou no domingo a polícia holandesa.

O homem, detido no dia 7 de dezembro, trabalhava como funcionário substituto em creches na capital holandesa desde fevereiro de 2007, mas também publicou anúncios na Internet para trabalhar cuidando de crianças.

Em coletiva de imprensa realizada à noite, o chefe da polícia de Amsterdã, Bernard Welten, disse que o homem era suspeito de ter abusado de 30 a 50 crianças, mas ressaltou que as investigações ainda estavam em andamento.

Referindo-se ao caso como sendo "amplo e complexo", o promotor-chefe de Amsterdã, Herman Bolhaar, disse que o homem é suspeito de abusar de crianças de até 4 anos de idade e publicou uma foto do suspeito para alertar pais de possíveis vítimas.

"No momento, não sabemos exatamente quantas crianças foram vítimas desse homem, de 27 anos", disse Bolhaar.

A investigação começou depois que pornografia infantil supostamente com origem na Holanda foi encontrada nos Estados Unidos. O homem foi detido depois da identificação de uma vítima de abuso sexual em um programa criminal na televisão holandesa.

O parceiro do suspeito, um homem de 37 anos, também foi detido sob suspeita de guardar pornografia infantil. Ele não está sendo acusado de abuso sexual e comparecerá diante do tribunal nesta segunda-feira.

Dezenas de pais foram informados sobre o caso em duas reuniões realizadas em um hotel em Amsterdã, na noite de domingo.

O caso veio à tona meses depois de o professor de natação Benno Larue, de 60 anos, ter sido condenado, em julho, a 7 anos de prisão pelo abuso sexual de 40 meninas ao longo de vários anos. A maioria das meninas era muito jovem e tinha dificuldades de aprendizagem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]