Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
5ª Avenida, em Nova York, onde o crime ocorreu | André D Conrad/Wikimedia Commons
5ª Avenida, em Nova York, onde o crime ocorreu| Foto: André D Conrad/Wikimedia Commons

Uma mulher muçulmana foi atacada na noite do último sábado (10) e pode ter sido vítima de um crime de ódio. De acordo com autoridades, ela estava em frente à loja de alta-costura Valentino, na 5ª Avenida, em Manhattan, quando sentiu um calor no braço. Ao perceber que sua blusa estava em chamas, viu que um homem com um isqueiro observava a cena. Ela conseguiu apagar o fogo, e o suspeito fugiu.

Após lucrar com venda de escravos, universidade nos EUA facilitará admissões de descendentes

Leia a matéria completa

Como noticiou o jornal Daily News, a vítima é uma turista escocesa de 35 anos, e vestia trajes tradicionais islâmicos quando foi atacada.

Funcionários do departamento que investiga crimes de ódio na cidade assumiram a investigação, e procuram um homem que aparece vestido de preto em câmeras de segurança.

Na última quinta-feira (8), a agressão sofrida por duas muçulmanas que empurravam carrinhos de bebê no Brooklyn foi identificada como um caso de xenofobia. Como relataram as autoridades, uma mulher de 32 anos agrediu as duas vítimas com socos e chutes, tentando arrancar seus hijabs e gritando palavras de ódio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]