i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Oriente Médio

Israel aprova libertação de 104 prisioneiros palestinos

Decisão abre espaço para a possível retomada das negociações de paz após cinco anos de suspensão. Houve protestos na frente do prédio do governo

  • PorAgência Estado
  • 28/07/2013 11:37

O gabinete de Israel aprovou a libertação de 104 prisioneiros palestinos, segundo uma fonte do governo, abrindo espaço para a possível retomada das negociações de paz após cinco anos de suspensão. A libertação dos prisioneiros faz parte de um esforço liderado pelos EUA para colocar os dois lados em diálogo novamente.

Com duas abstenções, o gabinete israelense votou pela aprovação em princípio da libertação dos prisioneiros, por 13 votos a favor e sete contra. A votação ocorreu depois de uma sessão turbulenta em que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ligou a libertação dos prisioneiros à retomada das negociações que ele disse serem importantes para Israel.

Familiares de pessoas que foram mortas em ataques palestinos protestaram do lado de fora do prédio do governo onde ocorria a votação. "Eu acredito que esse é um passo em direção à paz e espero que possamos usar essa oportunidade que os EUA nos forneceram para retomar as negociações", declarou o principal negociador palestino, Saeb Erekat.

Pelo acordo, os prisioneiros serão libertados em quatro fases durante vários meses. Cada libertação será ligada ao progresso nas negociações. Segundo uma lista fornecida pelos palestinos, os prisioneiros que serão libertados passaram de 19 a 30 anos presos por envolvimento em ataques mortais a israelenses.

O próximo passo será uma reunião de negociadores de Israel e da Palestina em Washington, EUA, na segunda-feira, que deverá ser seguida por nove meses de negociações para um acordo de paz. Fonte: Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.