Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Israel rejeitou o acordo nuclear preliminar com o Irã, considerando que o pacto está distante da realidade, e prometeu continuar os esforços para evitar um “mau” acordo final.

“Os sorrisos em Lausanne estão distantes da realidade miserável em que o Irã se recusa a fazer concessões sobre a questão nuclear e continua a ameaçar Israel e todos os outros países do Oriente Médio”, disse em comunicado o ministro de Assuntos Estratégicos de Israel, Yuval Steinitz. “Vamos continuar com nossos esforços para explicar e convencer o mundo na esperança de evitar um mau acordo (final).”

Enquanto detalhes do acordo preliminar eram finalizados, o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, exigiu em post no Twitter que qualquer acordo alcançado “precisaria reverter significativamente a capacidade nuclear do Irã”.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou ontem para Netanyahu para discutir o acordo. Obama disse que o documento representa um progresso significativo, que corta todas as vias do Irã de obter uma arma nuclear, e que o pacto não diminuiu as preocupações com “o patrocínio do Irã ao terrorismo e as ameaças em relação a Israel”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]