i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pandemia

Itália, França e Reino Unido prorrogam medidas de isolamento

    • Estadão Conteúdo
    • 14/04/2020 09:01
    covid-19 frança
    França vai manter o isolamento devido ao novo coronavírus| Foto: FRANCK FIFE/AFP

    A França decidiu manter suas restrições de mobilidade para tentar conter o avanço do coronavírus, enquanto o Reino Unido deve prorrogar, ainda nesta semana, as normas de isolamento social da população. A Itália, por sua vez, apesar de ter autorizado a abertura de alguns comércios nesta segunda-feira, vai manter as regras de isolamento social.

    As medidas mostram o quanto alguns governos europeus temem retomar as atividades econômicas cedo demais e ter de enfrentar depois uma nova onda da pandemia.

    França

    Em pronunciamento, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta segunda-feira a prorrogação das regras atuais de "confinamento rígido" até 11 de maio – a partir da data, disse Macron, creches e escolas serão reabertas "progressivamente". De acordo com ele, bares, cafés, restaurantes e hotéis devem continuar fechados mesmo após o dia 11 de maio.

    Macron afirmou ainda que os grupos mais sensíveis à doença, como idosos e doentes crônicos, terão de permanecer confinados por mais tempo. A França registrou ontem 574 mortes pela covid-19, elevando o total para 14.967, segundo o Ministério da Saúde. O país tem mais de 98 mil casos da doença.

    Itália

    Apesar de números que mostram uma desaceleração da disseminação do vírus, a Itália também prorrogou as medidas de restrição até 3 de maio, com a obrigação de confinamento em casa e fechamento de atividades não essenciais.

    Um novo decreto começa a vigorar nesta terça-feira (14) e permitirá apenas a abertura de alguns poucos estabelecimentos, em maneira experimental, como livrarias, papelarias, lojas de roupas infantis. O primeiro-ministro, Giuseppe Conte, descartou a abertura de indústrias, apesar das pressões econômicas.

    "No momento, qualquer hipótese sobre isso é prematura", disse Angelo Borelli, diretor da agência de Defesa Civil, em entrevista coletiva.

    "Ainda estamos na fase um, não há dúvidas", disse Gianni Rezza, do Conselho Técnico Científico, que assessora o governo italiano. Ao todo, o país tem quase 160 mil infectados e mais de 20 mil mortes.

    Reino Unido

    Já o Reino Unido indicou que também deve manter o isolamento social. Em entrevista coletiva, o secretário de Estado do Reino Unido, Dominic Raab, disse ser "cedo demais" para considerar a possibilidade de flexibilizar as restrições impostas há três semanas para conter a propagação do coronavírus.

    "Haverá um momento no futuro em que poderemos falar de uma transição, mas ainda não chegamos lá", disse Raab, que substitui Boris Johnson como chefe de governo, enquanto o primeiro-ministro se recupera da Covid-19 na residência oficial em Chequers, depois de ter recebido alta no domingo. O premiê estava internado desde o dia 5 de abril e passou três noites na UTI.

    Segundo Raab, haverá uma reunião na quinta-feira para avaliar as restrições, que devem ser mantidas. Os números do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) indicam que quase 11,4 mil já morreram pela Covid-19 nos hospitais britânicos, 717 nas últimas 24 horas. O Reino Unido tem mais de 88 mil infecções confirmadas.

    1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 1 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • G

      Gregório

      ± 0 minutos

      10 Quando ainda estávamos com vocês, nós ordenamos isto: Se alguém não quiser trabalhar, também não coma. 11 Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia. 12 A tais pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranquilamente e comam o seu próprio pão. (Carta do apóstolo Paulo aos tessalonicenses).

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso