Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Decreto-lei para obrigatoriedade da vacinação de pessoas nessa faixa etária vigoraria até 15 de junho
Decreto-lei para obrigatoriedade da vacinação de pessoas nessa faixa etária vigoraria até 15 de junho| Foto: EFE/EPA/MASSIMO PERCOSSI

A Itália vai impor a obrigatoriedade de vacinação contra a Covid-19 para todas as pessoas com 50 anos ou mais. A medida foi acordada durante um conselho de ministros que ainda está em andamento, mas as agências Ansa e Reuters já tiveram acesso aos termos do decreto-lei, que entraria em vigor imediatamente e vigoraria até 15 de junho.

Segundo a Reuters, o texto estipula ainda que do início de fevereiro ao final de março apenas pessoas que comprovarem vacinação contra a Covid-19 ou infecção recente poderão entrar em repartições públicas, lojas não essenciais, bancos, agências dos correios e salões de cabeleireiros.

O país já havia tornado a vacinação obrigatória para professores e profissionais de saúde, além de estabelecer essa exigência ou apresentação de teste negativo para trabalhadores acessarem seus locais de trabalho.

A Itália registrou 189.109 novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira (5), um novo recorde desde o início da pandemia, e 231 mortes, enquanto a taxa de positividade - porcentagem de testes diagnósticos positivos - subiu para 17,28%, em comparação com 13,9% do dia anterior.

A Federação Italiana de Centros de Saúde e Hospitais (Fiaso) informou que as hospitalizações por coronavírus aumentaram 25,8% na última semana e as internações em UTIs em 13%. Os pacientes não vacinados representam 72% de todos que estão internados em estado grave em leitos de reanimação, de acordo com seus dados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]