O laboratório Johnson & Johnson anunciou na quarta-feira o "recall" de mais 9 milhões de frascos do analgésico Tylenol por não conterem, em seu rótulo, um alerta claro sobre a presença de pequenas quantidades de álcool na substância usada como aromatizante.

A Johnson & Johnson teve de recolher mais de 200 mil embalagens de Tylenol e de outros produtos nos últimos meses devido a problemas no controle de qualidade. O novo "recall" envolve três produtos da linha Tylenol Cold Multi-Symptom, em gotas.

"Há menos de 1% de álcool no aromatizante, e essa informação está no fundo dos frascos", disse Bonnie Jacobs, porta-voz da empresa. "Mas a informação não aparece na frente dos frascos", acrescentou ela sobre a intervenção que afeta vários atacadistas e varejistas nos Estados Unidos.

Os produtos serão recolhidos dos atacadistas e varejistas, mas os consumidores não precisarão deixar de consumir o produto que já possuam. O laboratório disse que a presença de álcool na fórmula não causa efeitos colaterais.

As ações da Johnson & Johnson operavam em alta de 0,7% no pregão vespertino da Bolsa de Nova York, cotadas a 63,30 dólares.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]