Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
republicanos
Líder da maioria no Senado, Mitch McConnell| Foto: EVIN DIETSCH / POOL / AFP

O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, afirmou nesta terça-feira (15) que o Colégio Eleitoral dos Estados Unidos escolheu Joe Biden como presidente e Kamala Harris como vice-presidente do país, e parabenizou a chapa pela vitória. Em sessão no Senado, McConnell reconheceu o partido republicano como derrotado nas últimas eleições presidenciais pela primeira vez de forma explícita.

"Nosso sistema de governo tem processos para determinar quem será empossado em 20 de janeiro. O colégio eleitoral falou", disse McConnel. "Portanto, hoje eu quero parabenizar o presidente eleito Joe Biden". Ele também parabenizou o presidente dos EUA, Donald Trump, e o vice, Mike Pence, citando vitórias do partido ao longo dos últimos quatro anos, como a redução de impostos e a confirmação de três juízes conservadores na Suprema Corte.

Outros nomes importantes do Partido Republicano também reconheceram a vitória do democrata, como o senador John Cornyn e o deputado Jeff Fortenberry, que apoiou o processo movido pelo estado do Texas para invalidar a eleição presidencial em quatro estados. Outros, como o senador Lindsey Graham, dizem que o caminho legal para reverter a vitória de Biden é "muito estreito".

Trump continua afirmando que as eleições presidenciais foram fraudadas. Seu último trunfo é que senadores e deputados apresentem objeções aos votos do colégio eleitoral na sessão do Congresso, em janeiro, em que se fará a leitura e a confirmação destes votos. Mesmo assim, Trump não tem praticamente nenhuma chance de conseguir reverter a votação, já que as objeções precisam ser aprovadas pela maioria do Senado e da Câmara dos Deputados, controlada pelos democratas.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]