Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O ex-agente civil chileno Osvaldo Romo Mena, considerado o mais cruel dos repressores da ditadura do general Augusto Pinochet, morreu na prisão na madrugada desta quarta-feira, informou a Polícia.

Romo, de 70 anos, morreu no Hospital da Penitenciária de Santiago, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

O ex-agente civil, que permaneceu inconsciente em suas últimas 24 horas, sofria de uma grave desnutrição, que se somava a seus problemas de diabetes e depressão, de acordo com boletins médicos.

"Houve uma deterioração progressiva de seu estado de saúde, o que basicamente agravou seu quadro cardíaco", disse o médico da Penitenciária, Juan Idrovo.

O ex-agente civil, conhecido como o 'Barrigudo Romo', cumpria duas condenações: uma de 10 anos de prisão pelo seqüestro de um militante do Movimento Esquerda Revolucionária (MIR) que ainda permanece desaparecido, e outra de cinco anos pela detenção ilegal de um estudante.

Segundo sua própria confissão, participou e aplicou os mais atrozes métodos de tortura em centenas de presos durante a ditadura de Pinochet (1973-1990), uma condição pela qual disse se sentir orgulhoso.

Uma de suas declarações ficou famosa no livro "Confissões de um torturador", da jornalista chilena Nancy Guzmán, na qual não demonstrou arrependimento algum por seus atos.

"Faria igual e pior ainda", disse Romo, ao ser perguntado se voltaria a torturar. "Aceito isso, sou um torturador. Para mim isso é uma coisa boa. Creio que o que fiz voltaria a fazer", acrescentou.

Romo foi integrante da Direção de Inteligência Nacional (DINA), a temida Polícia política da ditadura, responsável pela maioria das mais de 3.000 vítimas deixadas pelo governo do falecido Pinochet.

O ex-agente havia fugido em 1977 para o Brasil, de onde foi expulso em 1992.

Durante o governo do presidente Salvador Allende, Romo era um conhecido militante de esquerda e simpatizante do MIR, mas após o golpe de Estado de 11 de setembro de 1973 passou para o lado dos militares e delatou seus antigos companheiros.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]