Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Michel Coiffard/
| Foto: Michel Coiffard/

Uma mulher e suas três filhas foram esfaqueadas em um resort em Laragne-Montéglin, região dos Alpes franceses, no Sul do país. O suspeito, um hóspede do mesmo hotel, aparentemente estava incomodado com as roupas que as quatro vítimas usavam.

Segundo Jean-Marc Duprat, vice-prefeito de uma cidade vizinha, o agressor teria reagido às blusas e os shorts que a mãe, de 46 anos, e as filhas, de 8, 12 e 14 anos, vestiam. O promotor Raphäel Ballad disse que os motivos do ataque ainda são “obscuros”. Uma fonte da polícia francesa declarou ao “The Guardian” que “nenhuma palavra de conotação religiosa foi proferida”.

A mãe e as filhas foram hospitalizadas. De acordo com a mídia local, a mais nova teve o ferimento mais grave: um pulmão perfurado. Ela foi levada de helicóptero até Grenoble para assistência médica, mas não corre risco de morte.

Jornais franceses ainda divulgaram que o suspeito é um descendente marroquino de 37 anos que tinha passagem pela polícia. Apesar de ter tentado fugir após o crime, ele foi preso e está sob custódia da polícia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]