i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Coronavírus

Nova variante pode ser mais mortal, diz Boris Johnson; OMS diz que dados não mostram maior letalidade

    • Estadão Conteúdo e Gazeta do Povo
    • 22/01/2021 15:24
    • Atualizado em 22/01/2021 às 17:12
    O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em coletiva de imprensa virtual sobre o combate ao novo coronavírus, 22 de janeiro
    O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em coletiva de imprensa virtual sobre o combate ao novo coronavírus, 22 de janeiro| Foto: Leon Neal / POOL / AFP

    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou nesta sexta-feira (22) que a mutação do coronavírus identificada no Reino Unido pode ser mais mortal que as anteriores. "Além de se disseminar mais rapidamente, agora parece haver evidência de que a nova variante detectada em Londres e no sudeste pode estar associada com um grau mais alto de mortalidade", explicou, em coletiva de imprensa.

    Os estudos ainda são preliminares e estão sendo analisados por cientistas do Grupo de Conselho para Novas Ameaça de Vírus Respiratórios, que assessora o governo.

    Desde que foi descoberta, no final do ano passado, a nova cepa do vírus se espalhou rapidamente para mais de 50 países. "É basicamente o impacto da nova variante que faz o NHS (sistema nacional de saúde) estar sob intensa pressão", disse o premiê.

    Também na coletiva de imprensa, o principal conselheiro científico do governo britânico, Patrick Vallance, afirmou que a variante do Reino Unido está sendo transmitida entre 30% e 70% mais facilmente do que a versão original do vírus.

    O especialista ressaltou que os dados sobre gravidade dos sintomas e mortalidade ainda são incertos, mas que parece haver um aumento da mortalidade com a nova cepa.

    Para uma pessoa de 60 anos, o risco médio é estimado em cerca de dez mortes entre mil infectados com o Sars-CoV-2 original no país. Já com a nova variedade do vírus, estima-se que 13 ou 14 pessoas venham a morrer entre mil infectadas, calculou Vallance, segundo o jornal britânico The Guardian.

    O especialista relatou ainda que há cada vez mais evidências de que a nova variante do Reino Unido seja suscetível às vacinas. No entanto, ele afirmou que existe preocupação de que as variantes detectadas no Brasil e na África do Sul possam escapar do efeito das vacinas, dadas as suas características. Ele disse que ainda é preciso ter mais informações para compreender esse efeito e que essas variantes são mais preocupantes do que a do Reino Unido.

    OMS: dados disponíveis não indicam maior letalidade

    A epidemiologista responsável pela resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia de Covid-19, Maria Van Kerkhove, afirmou em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 22, que a variante do Reino Unido do novo coronavírus não mostrou sinais de que é mais mortal do que a primeira cepa do vírus, segundo estudos de laboratórios acompanhados pela entidade. A declaração da especialista contraria o que disse nesta sexta o premiê britânico, Boris Johnson.

    O diretor-executivo da OMS, Michael Ryan, explicou que, apesar de ter ocorrido mais mortes por Covid-19 no Reino Unido desde o surgimento da variante, isso não necessariamente está ligado à letalidade do vírus.

    "Letalidade e mortalidade são duas coisas diferentes. O que observamos com certeza no Reino Unido foi um aumento do número de novos óbitos acompanhando o crescimento dos casos", afirmou Ryan, reiterando que os dados que a OMS possui até agora não indicam maior letalidade da cepa britânica do Sars-CoV-2.

    Segundo a diretora de vacinas da OMS, Katherine O'Brien, não há informações suficientes para saber se os imunizantes que estão sendo usados para a Covid-19 são mais ou menos eficazes contra as novas variantes já identificadas.

    O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom, alertou ainda que o uso das vacinas não exclui a necessidade das medidas de segurança continuarem em vigor.

    Atualização

    O texto foi atualizado com a inclusão dos comentários dos especialistas da OMS.

    Atualizado em 22/01/2021 às 17:12
    4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 4 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • J

      JP

      ± 3 horas

      A opinião pública está sendo preparada para receber a informação que a variante é mesmo mais contagiosa e apresenta maior letalidade. Pior, desenvolve sintomas graves e letais numa faixa etária mais jovem. Apresenta a mesma periculosidade para os maiores de 40 anos, enquanto a variante antiga acentuava sintomas em maiores de 65. A partir dessa primeira declaração de Boris Johnson, entrarão na mídia os primeiros estudos clínicos indicando a maior severidade da nova cepa. Vamos, desde já , reforçar o distanciamento, o uso de máscara e diminuir a circulação em espaços públicos. Fiquemos em casa sempre que possível . A única boa notícia é que as vacinas funcionam também contra a nova variante.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • D

        Doc

        ± 3 horas

        Como podem publicar essa tremenda mentira apocalíptica sobre a vacina não ser atuante contra a cepa do Brasil e África do Sul do coronavírus . Uma canalhice para manter impunido e não deixar o povo respirar . Se continuarem a colocar notícias mentirosas e sem fundamento científico Vão acabar ficando sem eleitores semelhante a mídia tradicional já corrupta . Acordem antes que seja tarde

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • S

          Salo

          ± 3 horas

          Muito triste. Lamentavelmente, as pessoas estão desrespeitando as orientações e ficam doentes, superlotando os hospitais e transmitindo para outros que se cuidam. Tem o exemplo de 9 pessoas que vieram em aviões comerciais, mudando talvez uma ou duas vezes de aviões certamente lotados, de Manaus para Curitiba, a maior parte sabendo que estavam infectados, sendo que 3 estão na UTI. Quantas pessoas que estavam ao lado e ficaram horas respirando o mesmo ar contaminado, e pelo sistema de ar condicionado todo o avião, e talvez com este novo virus mais mortal. Antes de embarcar, estas pessoas deveriam pelo menos ter a temperatura verificada, mas acho que nada aconteceu. Estamos sem defesa.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          1 Respostas
          • D

            Doc

            ± 3 horas

            A ignorância e a corrupção são as verdadeiras Pandemias

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

        Fim dos comentários.