O número de mortes causadas por uma série de explosões em Bagdá subiu de 42 para 76, e quase 200 pessoas ficaram feridas. A maior parte das explosões ocorreu em bairros majoritariamente xiitas da capital iraquiana, informaram fontes policiais e hospitalares. Pelo menos 13 explosões ocorreram em um curto intervalo de tempo em dez diferentes bairros da capital no início da noite de hoje, pelo horário local, prosseguiram as fontes.

As detonações envolveram uma combinação de carros-bomba, explosivos em avenidas e disparos de morteiros. Nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques até o momento, mas a coordenação das explosões, a complexidade da ação e o fato de os alvos serem xiitas apontam para radicais sunitas.

As explosões ocorreram apenas dois dias depois de homens armados terem invadido a Igreja da Nossa Senhora da Salvação, maior templo cristão da capital iraquiana, e feito dezenas de pessoas reféns. Pelo menos 58 pessoas morreram durante a operação para libertar os reféns. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]