Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente dos EUA, Barack Obama, participou no domingo de um enorme comício em Ohio, tentando evitar uma derrota do Partido Democrata no Estado, com um apelo ao clima mágico de sua vitoriosa campanha à Casa Branca em 2008.

Mas o eleitorado está insatisfeito com a fraca recuperação econômica e com o desemprego de 9,6 por cento, e ameaça usar a eleição parlamentar de 2 de novembro para dar ao Partido Republicano a maioria na Câmara e no Senado, o que dificultaria a aprovação da pauta legislativa de Obama.

"Todo mundo dizia 'não, não pode' em 2008, e vocês mostraram que, 'sim, podemos'", disse Obama, citando seu slogan eleitoral para as 35 mil pessoas presentes no campus da Universidade Estadual de Ohio, em Columbus.

Com a voz rouca, ele acusou os republicanos de se aliarem a "interesses especiais", como os de seguradoras e do setor financeiro. E admitiu que a briga nas urnas será dura: "Sejamos honestos: esta é uma eleição difícil."

Em Ohio, o candidato democrata ao Senado, Lee Fisher, aparece nas pesquisas mais de dez pontos percentuais atrás do republicano Rob Portman. Na disputa pelo governo, o republicano John Kasich está 6 pontos à frente do democrata Ted Strickland, candidato à reeleição.

Além da importância imediata, Ohio também pode ser crucial na disputa de Obama por um novo mandato, em 2012. Em 2008, ele venceu ali.

Obama disse aos eleitores que eles terão a opção de avançar economicamente ou de voltar ao modelo republicano, que segundo ele causou a maior crise no país desde a Grande Depressão.

O presidente não citou nominalmente seu antecessor, George W. Bush, mas lembrou os eleitores da herança sombria que ele recebeu no cargo, em janeiro de 2009.

Segundo Obama, os republicanos não se preocuparam em repensar suas políticas, e agora querem facilitar as regras para "planos de saúde que desejam reduzir sua coberta quando você fica doente, ou empresas de cartão de crédito que querem aumentar as tarifas, ou bancos de Wall Street que estão mexendo com todo tipo de derivativo que acabam derrubando o mercado".

O comício em Columbus marcou também a estreia da primeira-dama Michelle Obama nesta campanha eleitoral. "Podemos fazer isso? Vocês estão animados e prontos?", perguntou ela à plateia, composta em grande parte por jovens. "Sim, nós podemos", respondeu a multidão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]