i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
França

Papa e outros líderes mundiais condenam ataque em basílica de Nice

    • Gazeta do Povo
    • 30/10/2020 09:46
    Duas mulheres estão de mãos dadas em frente à Basílica de Notre-Dame de l’Assomption em Nice, em 30 de outubro de 2020, durante uma homenagem às vítimas mortas em um ataque com faca no dia anterior
    Duas mulheres estão de mãos dadas em frente à Basílica de Notre-Dame de l’Assomption em Nice, em 30 de outubro de 2020, durante uma homenagem às vítimas mortas em um ataque com faca no dia anterior| Foto: Valery HACHE/AFP

    O Papa Francisco condenou "de maneira enérgica" os "atos violentos de terror" vistos no ataque terrorista que deixou três pessoas mortas, inclusive uma brasileira, na Basílica de Notre-Dame de Nice, na França, nesta quinta-feira (29). O pontífice disse que lamentou o ataque "que semeou a morte em um lugar de oração e consolação". "Rezo pelas vítimas, por suas famílias e pelo querido povo francês, para que respondam ao mal com o bem".

    Líderes ao redor do mundo também condenaram o ataque. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que o país se coloca ao lado do seu aliado nessa luta. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, apresentou "suas profundas condolências aos familiares e amigos" da cidadã brasileira assassinada em Nice e das demais vítimas. O governo brasileiro também expressou firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e "solidariedade aos cristãos e pessoas de outras confissões que sofrem perseguição e violência em razão de sua crença".

    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse no Twitter que ficou chocado ao saber do "ataque bárbaro". "Nossos pensamentos estão com as vítimas e suas famílias, e o Reino Unido está firmemente ao lado da França contra o terror e a intolerância". A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que ficou "profundamente abalada com esses assassinatos horríveis em uma igreja". "A Alemanha está ao lado da França neste momento difícil".

    As condenações ao ataque também vieram de países de maioria muçulmana. A Arábia Saudita, onde um guarda do consulado francês em Jeddah foi atacado ontem, afirmou que "rejeita categoricamente atos extremistas que são contrários a todas as religiões, fés e bom-senso". O Egito prestou solidariedade à França "no combate a este incidente odioso". O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse que "a paz não pode ser alcançada com provocação feia".

    Mulher coloca flores em frente à Basílica de Notre-Dame de l'Assomption em Nice, em 30 de outubro de 2020, durante uma homenagem às vítimas mortas em ataque com faca na igreja, no dia anterior | Foto: Valery HACHE/AFP
    Mulher coloca flores em frente à Basílica de Notre-Dame de l'Assomption em Nice, em 30 de outubro de 2020, durante uma homenagem às vítimas mortas em ataque com faca na igreja, no dia anterior | Foto: Valery HACHE/AFP| AFP

    A Turquia disse que "aqueles que cometem tal ato violento em um lugar sagrado não têm respeito por nenhum valor humanitário, religioso ou moral" e que "o terror não tem religião, idioma ou cor", comprometendo-se a lutar contra todas as formas de terrorismo e extremismo. Contudo, recentemente, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, criticou a publicação de caricaturas do profeta Maomé na revista francesa Charlie Hebdo e procuradores do país abriram uma investigação depois que a revista publicou uma charge de Erdogan. Por esta postura, ele está sendo acusado por muitas pessoas de, de alguma maneira, fomentar o ataque em Nice.

    Mais um suspeito detido

    A polícia da França informou que prendeu um homem de 47 anos, suspeito de ter auxiliado o autor do ataque em Nice, um tunisiano de 21 anos identificado como Brahim Aouissaoui, que chegou à França há menos de um mês, vindo da Itália. Este homem mais velho teria entrado em contato com Brahim no dia anterior ao atentado, segundo a agência France Presse.

    3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 3 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • P

      Plinio

      ± 0 minutos

      Finalmente disse algo .Quanto as igrejas queimadas e outros degolados pelo Isis ,bola haram ,no ienem, NADA falou .Esse papa destrói a igreja Romana ,não sobrará cacos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Montenegro

        ± 11 horas

        Alguém viu o Papa condenar os ataques às igrejas católicas no Chile, perpetrado por radicais esquerdistas ? ? ?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          Joaquim

          ± 16 horas

          É isso que ocorre quando um papa apoia a safadeza.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          Fim dos comentários.