i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
américa do sul

Peru descobre restos de 60 pessoas supostamente mortas pela polícia há três décadas

As fossas foram descobertas em uma localidade da região andina de Ayacucho, centro de uma violência política vivida pelo país e que deixou quase 70.000 mortos e desaparecidos

    • LIMA
    • Reuters
    • 19/08/2015 22:29

    Autoridades peruanas encontraram cinco valas com restos mortais de 60 pessoas, entre elas crianças, presumidamente assassinadas por uma patrulha policial há três décadas durante uma guerra contra o grupo rebelde Sendero Luminoso, disse nesta quarta-feira (19) o Ministério Público.

    As fossas foram descobertas em uma localidade da região andina de Ayacucho, centro de uma violência política vivida pelo país e que deixou quase 70.000 mortos e desaparecidos, de acordo com dados da Comissão da Verdade.

    “De acordo com a investigação, o crime aconteceu em janeiro de 1985”, disse um comunicado do Ministério Público. “Segundo testemunhos recolhidos na investigação, as vítimas teriam sido assassinadas por membros das Forças Especiais da Polícia Nacional, denominados Sinchis”, acrescentou.

    O ministério informou que uma das fossas continha restos ósseos de aproximadamente 50 pessoas, entre elas crianças, mulheres e velhos, vítimas de uma incursão policial enquanto dormiam.

    O Sendero Luminoso sofreu um forte golpe com a captura de seu líder, Abimael Guzmán, em 1992, mas seus remanescentes, no entanto, operam em uma zona andina em aliança com narcotraficantes, segundo investigações das forças de segurança.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.