i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Plano de ataque

Polícia espanhola prende terceiro suspeito do ETA em uma semana

Materiais para fabricação de bombas foram descobertos no apartamento do suspeito. Grupo basco matou mais de 800 pessoas desde a década de 1960

  • PorReuters
  • 05/03/2009 17:09

A polícia espanhola prendeu um suposto membro do grupo separatista basco ETA nesta quinta-feira (5) na cidade de Hernani, no País Basco.

A polícia prendeu duas pessoas, no sábado e nesta quarta-feira (4), na cidade de Villabona, no norte, em conexão com bombas plantadas em janeiro.

No domingo, a polícia descobriu materiais para a fabricação de bombas em um apartamento usado pelo suspeito, de 24 anos, e disse em comunicado que sua prisão foi realizada porque seus movimentos sugeriram que ele estaria planejando um ataque.

No dia 16 de janeiro, uma pequena bomba explodiu no que a polícia disse ter sido uma isca para atraí-los para um segundo artefato. Não houve feridos ou destruição.

O ETA matou mais de 800 pessoas desde os anos de 1960 em sua campanha por um País Basco independente no norte da Espanha e sudeste da França.

O governo espanhol disse que a prisão de importantes líderes reduziu o ETA a um número relativamente pequeno de combatentes, mas o grupo continua a realizar ataques.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.