Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O prefeito Bill de Blasio, durante a tradicional parada de Ação de Graças em Nova Iorque, no final de novembro
O prefeito Bill de Blasio, durante a tradicional parada de Ação de Graças em Nova Iorque, no final de novembro| Foto: EFE/EPA/JASON SZENES

A cidade de Nova Iorque obrigará a vacinação contra a Covid-19 para os trabalhadores do setor privado no final de dezembro, uma medida “preventiva” sem precedentes nos Estados Unidos, antecipou nesta segunda-feira (6) o prefeito Bill de Blasio em entrevista televisionada.

De Blasio apareceu no “Morning Joe’, da emissora MSNBC, para revelar novas medidas restritivas contra a propagação do coronavírus, incluindo a ordem de vacinação para o setor privado, alguns meses após ter sido aplicada ao setor público.

“Em Nova Iorque, decidimos fazer um ataque preventivo e fazer realmente algo ousado para parar o crescimento da Covid-19 e os perigos que ela está causando a todos nós. Hoje estamos anunciando uma medida pioneira na nação”, afirmou o prefeito.

A vacinação obrigatória para o setor privado entrará em vigor em 27 de dezembro, disse o governante, ao acrescentar que as políticas de vacinação da cidade serão atualizadas no mesmo dia para exigir duas doses em vez de uma para entrar em restaurantes e outros locais, como era pedido desde agosto.

Anunciou também que a cidade exigirá comprovantes de vacinação de crianças entre cinco e 11 anos de idade para que sejam autorizadas a entrar em restaurantes, estabelecimentos de entretenimento, entre outros.

Na entrevista, o prefeito manifestou preocupação com a variante ômicron, que, segundo ele, tem “transmissão comunitária” na cidade, colocando “desafios adicionais” à atual propagação da variante delta durante o inverno e a época de reuniões familiares.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]