Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, foi levado a um hospital gravemente ferido.
O prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, foi levado a um hospital gravemente ferido.| Foto: Reprodução Facebook

Indivíduos ainda não identificados atiraram nesta terça-feira (17) contra o prefeito da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, que foi levado a um hospital gravemente ferido, segundo informaram a imprensa local e autoridades.

Acevedo, prefeito da capital do departamento de Amambay, que faz fronteira com o Brasil, teria sido alvejado em frente ao Palácio da Justiça da cidade, após sair de uma reunião na prefeitura.

Uma testemunha que conversou com a emissora de televisão NPY relatou que estava conversando com o prefeito quando um indivíduo encapuzado desceu de um veículo e apontou sua arma para eles. Essa testemunha garantiu que ambos correram para se proteger dos disparos, mas o prefeito acabou sendo atingido.

Ao saber do ocorrido, o ministro do Interior do Paraguai, Federico González, lamentou o atentado e assegurou que a cidade de Pedro Juan Caballero "está rodeada de agentes policiais".

"Estamos em contato com nossos colegas, autoridades brasileiras, que estão fazendo o mesmo em apoio e coordenação com as forças policiais paraguaias", disse González a repórteres.

O ministro, que imediatamente viajou para a cidade junto com o comandante da Polícia Nacional, comissário Gilberto Fleitas, absteve-se de dar detalhes do atentado, além de confirmar que o prefeito estava passando por uma cirurgia.

Por sua vez, uma fonte policial disse à emissora de rádio Unicanal que logo após o ataque foram alertados por um transeunte sobre um veículo que havia sido abandonado e queimado na periferia da cidade. O carro tinha uma placa brasileira do Mercosul, acrescentou esse oficial, embora tenha admitido que a placa foi "totalmente incinerada".

O ataque ocorreu horas depois que as autoridades relataram um ataque a tiros no qual dois indivíduos que viajavam em um veículo em Pedro Juan Caballero perderam a vida.

Sobre o ataque contra o prefeito, o governador de Amambay e irmão da vítima, Ronald Acevedo, afirmou a jornalistas que o presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, "é o culpado pelo que está acontecendo" na cidade.

"A máfia está corroendo nosso país", queixou-se o governador no hospital onde o prefeito estava sendo atendido, acrescentando que seu irmão "está em estado grave".

Em outubro de 2021, a filha do governador de Amambay, Haylee Acevedo, foi morta em um ataque no qual outras três pessoas perderam a vida.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]